Skip to content

Aproveite a época e faça Nhoque de Pinhão!

Para quem não sabe, quem faz a liberação da colheita do pinhão é o IAP (Instituto Ambiental do Paraná). Eles verificam se a semente já está madura suficiente e regulamentam toda a produção e venda. Isso porque o pinheiro símbolo do Paraná, a Araucária, corre risco de extinção. Este ano a liberação ocorreu em abril.

Eu, como boa paranaense, fico atenta a espera do comunicado do IAP, com um gostinho de infância na boca. Tradicionalmente ele é cozido em água, ou assado, no entanto o pinhão é bastante versátil, por isso escolhi esta receita de nhoque de pinhão.

Ingredientes:

– 500g de pinhões;

– ½ xícara de farinha de trigo;

– 2 ovos;

– 1 colher de sopa de manteiga sem sal;

– Sal a gosto.

Em uma panela de pressão cozinhe os pinhões por aproximadamente 45 minutos. Descasque (essa parte é meio chatinha) e moa, ou passe por um processador. Misture os pinhões já moídos com os ovos batidos, o sal e a manteiga. Acrescente a farinha aos poucos, até que fique firme suficiente para dar forma. Em uma superfície lisa e enfarinhada, faça pequenos rolinhos e corte no tamanho do nhoque.

Ferva a água em uma panela grande e vá colocando para cozinhar em pequenas quantidades. Não coloque tudo de uma vez, para não esfriar a água. Quando o nhoque boiar está pronto, vá tirando com uma escumadeira e reserve.

O molho fica a seu critério, pode usar ragu de cordeiro, molhos vermelhos, manteiga e salvia, tudo fica ótimo. Minha sugestão de hoje é  um molho básico que pode ser utilizado em muitas receitas:

Bechamel

Ingredientes:

– 3 colheres (sopa) de manteiga;

– 3 colheres (sopa) de farinha de trigo;

– 1 litro de leite;

– 1 pitada de noz-moscada ralada na hora;

– Sal e pimenta-do-reino (moída na hora) a gosto.

Numa panela média, coloque a manteiga e leve ao fogo baixo. Quando derreter, acrescente a farinha de trigo e mexa por dois minutos com uma espátula de silicone ou colher de bambu, até ficar levemente dourado. Retire a panela do fogo e, batendo com um fouet (batedor de arame) sem parar, vá acrescentando o leite. Mexa vigorosamente e volte a panela para o fogo. Aumente o fogo para médio e continue mexendo, sem parar, até ferver. Abaixe o fogo, tempere com sal, pimenta do reino e noz moscada.

Deixe cozinhar por cerca de 12 minutos, mexendo de vez em quando, até engrossar um pouco. Para saber quando um creme está no ponto correto, mergulha-se uma colher e passa-se o dedo nas costas dessa colher, se formar um caminho e o creme não escorrer, está pronto. Esse é o ponto Napê.

Agora é só montar: colocar o nhoque no prato jogar o molho por cima, se quiser pode colocar um queijo ralado e bom apetite!

Foto: acervo pessoal

Agda Souto Bressan
Sou graduada em História pela UEL, casada com Oscar e mãe do Davi, da Bethânia e do Thales. Chef profissional formada pela Menu Escola de Gastronomia de Londrina, atualmente cursando pós-graduação de Gastronomia e Cozinha Autoral pela PUC-RS. Adoro cozinhar, mas gosto mais ainda de comer!

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.