Skip to content

Contra a ignorância, a vacina

Por Wilson Moreira, policial penal, cientista social e poeta em Londrina

Nunca antes a vacina contra uma doença foi desenvolvida tão rápido quanto a da covid-19. Muitos cientistas, empresas e governos do mundo inteiro se empenharam com muito trabalho e investimentos bilionários. A ciência conseguiu detectar o vírus causador da doença e a partir daí desenvolver a vacina. Como citado pelo editor da revista Science sobre a nova vacina “… A dedicação para encontrar a verdade, melhorar a condição humana e documentar tudo isso para a posteridade é comum a todas as áreas da ciência, e esses princípios precipitaram esse momento”.

A ciência mostra-se cada vez mais valiosa para a humanidade, contudo, absurdamente ainda há vozes histéricas bradando contra ela. Os negacionistas têm feito muito para atrapalhar a ciência. O caso do Brasil é emblemático, sequer houve por parte do governo federal uma campanha nacional para prevenção da doença, ao contrário, se ridicularizou o uso de máscaras e as tentativas de manter o distanciamento social para proteger as pessoas. A doença foi e é sistematicamente ignorada e minimizada pelo Governo Federal para agradar os seguidores do presidente. Enquanto isso as mortes só fazem aumentar.

No Brasil sempre houve uma legião de pessoas de ideias anticiência, ocorre que ultimamente eles ganharam voz e espaço com a eleição de um presidente da república. Essa turma só acredita na ciência que confirme suas teorias. Se dizem conservadores e cidadãos de bem e conseguiram uma coesão ao estabelecerem uma cisão na sociedade, creditando todos os males do Brasil a seus inimigos fictícios comunistas.

Houve um tempo em que o Estado e a Igreja eram um só; o negro e o índio não tinham alma; a terra era plana e a ciência era maldita. A ciência suplantará as ideias retrógradas que não têm sentido de se discutir mais, assim como foi no final da idade média quando o iluminismo trouxe luz e verdade para a humanidade, possibilitando o desenvolvimento da medicina e de todas as demais ciências.

Um mundo sem vacinas seria terrível, aliás como já o foi. Hoje, muitos dos que estão vivos ou sem ser em cadeiras de rodas só o estão graças à marca de vacina que carregam no braço. Seja bem vinda e abençoada a vacina contra a covid-19. Quem tiver a oportunidade que tome a vacina. Não é verdade que quem tomar se tornará gay ou comunista, tampouco crescerá duas outras orelhas ou outras aberrações em quem se imunizar.

A melhor vacina contra a ignorância continua sendo a ciência. Como está escrito na bíblia sagrada: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” João 8:32.

Foto: Alena Shekhovtcova no Pexels

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.