Skip to content

Projeto de Lei quer tornar obrigatória a implantação de Cartão Ponto Digital nas UBS, nas UPAs e no PAI

Mirella Fontana
O LONDRINENSE

O Projeto de Lei elaborado pela vereadora Marly de Fátima Ribeiro (Mara Boca Aberta) pretende tornar obrigatória a implantação de Cartão Ponto Eletrônico Digital nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Pronto Atendimento Infantil (PAI) e deverão ser aplicados a
todos os servidores municipais de Londrina, incluindo os médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde que trabalhem nestes locais.

O projeto prevê que os médicos terão de registar a sua presença de hora em hora no referido Cartão Ponto Eletrônico Digital, em especial para comprovação do expediente, nos plantões de 4, 6 e 12 horas respectivamente. Ficando obrigatória à instalação de câmera de monitoramento em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Pronto Atendimento Infantil (PAI), para o acompanhamento do andamento dos serviços prestados à população nestas Unidades, devendo as imagens ser disponibilizadas no site Transparência da Prefeitura, em link próprio para que os munícipes possam acompanhar as imagens em tempo real.

Na justificativa, a vereadora alega que quer “tornar transparente a jornada de trabalho dos profissionais da área de saúde, coibindo possíveis fraudes no registro de jornada de trabalho e evasão de médicos e
servidores após o registro de ponto, a bem do serviço público e do bom atendimento aos munícipes.”

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.