Skip to content

Nem sempre a criança precisa dividir

Ensinar seu filho a dividir é muito importante, óbvio que é! Mas sabe o que também é importante? Respeitar sua criança. Se tem alguma coisa que ela gosta muito e ela não quer dividir, respeite. Principalmente quando você tem dois filhos e o mais novo chora porque quer algo do mais velho.

Você tem dó do menor e chama o mais velho de egoísta! Diz que ele PRECISA dividir! Que é FEIO não emprestar. Mas quer saber? Vou dar um exemplo bem idiota: você é adulto e comprou um carro zero, do ano, automático, lindo, seu sonho de consumo! Sua mãe chega e fala: seu irmão quer ficar uma semana com seu carro! Você PRECISA dividir! Dá a chave para ele. 

Não parece absurdo? “Ah! Mas um carro não é a mesma coisa!” Claro que não é! Mas uma criança dá a importância e tem amor por certos objetos equivalente ao seu com seu carro, sua moto, sua casa. Não importa. Nem tudo precisa ser dividido. 

Quantos irmãos mais velhos nutrem rancor por seus pais ou irmãos porque ele amava muito alguma coisa e foi obrigado a emprestar e esse objeto quebrou ou foi perdido? Dói.

Está na hora dos adultos entenderem que não adianta diminuir a dor da criança “ah, mas é só uma bola! Pare de chorar! Eu compro outra!”. Essa não é a questão. Pode ser pouco, mas é o tipo de coisa que a criança está aprendendo a lidar e, se você não agir corretamente, obrigando a dividir tudo indiscriminadamente, ela pode crescer e virar um adulto egoísta e individualista. Esse sentimento não respeitado na infância cresce e quando a pessoa tem o poder de escolha, ela escolhe sempre não dividir.

Então como lidar com a situação? Bem, mais novo chorar porque quer uma coisa não é motivo para que ele ganhe. Aqui em casa os meninos têm pouca diferença de idade e acabo sempre comprando o mesmo brinquedo para os dois ou um para que eles dividam.

Mas temos alguns brinquedos que são só de um e o outro não tem (porque ganhou de aniversário, Natal, enfim…). A regra é: o brinquedo é seu e você não quer emprestar? Tudo bem. Peço para o que não quer dividir guardar o brinquedo e só brincar quando o outro não estiver junto ou estiver distraído com outra coisa.

Muitas vezes Rafa ficou no quarto brincando de Lego enquanto eu distraía o Biel na sala. E está tudo bem. Rafa gosta de ficar sozinho às vezes e o Biel ainda não conseguia montar peças pequenas e ficava apenas atrapalhando. Não é o Rafa que precisa dividir ou entender que o irmão vai fazer bagunça com o brinquedo, eu que tenho que dar um jeito da minha criança mais velha conseguir brincar sossegada com o brinquedo dele. Não tem nada a ver com egoísmo, é simplesmente uma questão de idade.

Não obrigue o mais velho sempre a dividir brinquedos com o mais novo. Ensine o mais novo a esperar, não ter tudo o que deseja, e respeitar as escolhas do seu filho. E no mais, sempre que possível, ensine-os a brincar juntos e a gostar de dividir as coisas. Mas respeitar a criança sempre é o melhor caminho!

Paula Barbosa Ocanha 


Jornalista, casada, trinta e poucos anos, dois filhos e apaixonada por educação infantil. Mesmo antes de casar, eu lia e me interessava por técnicas de educação, livros de pedagogia e questões sobre o desenvolvimento humano, principalmente na primeira infância. Com essa coluna, gostaria de relatar minhas experiências pessoais. E assim espero lhe ajudar, de alguma forma, a passar mais facilmente por essa linda (e assustadora) jornada da maternidade! Vem comigo e me siga também no Instagram @mamaepata

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.