Skip to content

MP denuncia 18 pessoas investigadas na Operação Luz Oculta

Crimes envolvem fraude em licitação entre a prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu e empresa Energepar. Inquérito sobre contratos em Londrina aguarda resultado de perícia

Telma Elorza com assessoria de imprensa

O LONDRINENSE

O Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo de Foz do Iguaçu, no Oeste do estado, do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), apresentou denúncia contra 18 pessoas investigadas a partir da Operação Luz Oculta. Os crimes envolvem fraude a licitação para melhoria da iluminação pública em Santa Terezinha do Itaipu, município da comarca, em contratos com a Energepar Empreendimentos Elétricos. Entre os denunciados, estão empresários e servidores públicos. A operação teve início em Foz do Iguaçu, e, a partir dos fatos apurados na sede da comarca, o MPPR constatou a possível existência de crimes semelhantes também em Santa Terezinha de Itaipu.

Conforme a denúncia, os envolvidos teriam criado organização criminosa para fraudar a licitação e favorecer determinada empresa, que além disso não cumpriu o contrato, entregando produtos inferiores ao contratado. O grupo tinha empresários e servidores públicos cuja ação “foi determinante para a ocorrência dos ilícitos, sobretudo porque aceitaram que empresa descumpridora dos termos do edital fosse habilitada, vencesse a licitação e, ainda, entregasse produto diverso do contratado”.

Entre os crimes denunciados, estão organização criminosa, fraude a licitação e falsidade ideológica.

Londrina – Um terceiro inquérito policial está investigando os contratos da Energepar com a empresa londrinense Sercomtel Iluminação. Segundo a delegada responsável, Rita de Cássia Camargos Lira, foram encontrados indícios de fraudes no contrato social da empresa, que apontam a constituição por meio de “laranjas” e estão sendo investigados se há envolvimento de funcionários ou servidores da Sercomtel Iluminação.

De acordo com a delegada, que está de férias, estão sendo aguardados os resultados das perícias nas lâmpadas de LED recolhidas em Londrina, em outubro, pela Divisão Estadual de Combate a Corrupção (DECCOR). Segundo ela, a partir dos resultados da perícia o inquérito terá continuidade.

Foto: Sercomtel Iluminação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.