Qual o significado da expressão “parcimônia”?

Parcimônia é a ação ou hábito de fazer economia, de poupar, de economizar.

Como citado por Thomas Jefferson (1743/1826), presidente dos Estados Unidos, “Nunca gaste seu dinheiro até recebê-lo”.

Considerando que é necessário se educar financeiramente, reflito sobre a importância da educação financeira da família?

Ela é projetada para ajudar no gerenciamento das receitas, tomar decisões de poupança e investimento, consumir com cuidado e prevenir fraudes.

Recentemente, verifiquei uma atitude bastante interessante de meu filho. Ele pesquisava o valor da próxima geração de videogames e descobri que começou a fazer seu próprio planejamento financeiro.

Como assim? Como vai juntar esse valor? Nesse dia, quando entrei em seu quarto, vi um rascunho em papel colado na parede (ver foto original). Aí fui entender.

Foto: Acervo pessoal

Ao conferir, vi que as anotações mencionavam a previsão de aquisição do XBOX série X. O valor encontrado na internet era em torno de R$ 6.999 e estava literalmente da seguinte forma:
Até o final do ano (2021) em dinheiro – R$1.600.
Até o final do ano que vem (2022) – R$2.200.
Até o final do outro ano (2023) – R$2.200.

E havia uma soma logo abaixo de R$6.000. E, o restante, estava registrado “daí meu pai me dá R$ 999″ (sobrou para mim). Achei o máximo, ele já contava com algum tipo de antecipação, mesadas e ganhos no Natal da vovó. Percebi que não devemos subestimar a capacidade de imaginação dessas crianças.

Acredito que esse comportamento reflete a maneira como procurei ensinar a ele, inclusive a expressão parcimônia.

Mesmo em minhas aulas de finanças na graduação procuro sempre deixar essa mensagem. Afinal, aprendi com meu finado pai que sempre comentava “Quem economiza, sempre terá dinheiro de reserva”.

Portanto, levar o conhecimento financeiro em casa ajuda a cultivar um consumo mais consciente e planejado. Além disso, a conta fica em dia e, se precisar de acesso ao crédito, será mais fácil, porque o cadastro estará positivo. Não menos importante, a educação financeira estimula o desenvolvimento econômico e social.

Por outro lado, a falta de educação financeira está relacionada à inexperiência no manuseio de dinheiro, impulso para comprar e facilidade de obtenção de crédito, como possuir um segundo cartão de crédito.

Portanto, sem uma educação financeira, a qualidade de vida da família ficará prejudicada, tornando-a cada vez mais difícil. Por isso, esse tema está sendo bastante debatido nas escolas.

Fica a dica, pais, vamos praticar com nossos filhos. Pense nisso!

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR.
Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal

Foto: Pixabay

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *