“Tenho a maior vontade de ser garoto de programa, acho que me daria bem, mas nem sei como começar. Pode me ajudar?”

Vocês não imaginam a quantidade de emails que recebo de rapazes me perguntando como fazer para virar garoto de programa. Sem contar os inadequados que me mandam WhatsApp oferecendo seus serviços. Tudo porque escrevi uma matéria sobre a vida de um desses rapazes e uma coluna onde uma mulher me perguntava como contratar um. Parece que virei expert em garotos de programas, embora nunca tenha contratado um.

Bom, mesmo não sendo expert, nem cafetina nem usuária do serviço, vou dar algumas dicas que acredito que poderão ajudar, baseada nas observações que fiz quando entrevistei o Tato Silva, garoto de programa. São cinco passos importantes, na minha opinião, que precisam ser seguidos à risca. Quem quiser pular etapas, vai se dar mal e corre risco de não conseguir clientes. Ou pior, só clientes desagradáveis.

Foto: Pexels

Antes de tudo, é preciso procurar um médico e fazer um checkup, ver se está tudo ok com o corpo, sem esquecer os exames de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Esses, aliás, devem ser realizados periodicamente para garantir a sua segurança e dos parceiros. Aliás, os clientes podem exigir esses exames, ok?

O segundo passo é ter um corpo legal, bem tratado, pele boa, limpa e saudável. Não precisa ser extremamente musculoso nem estar em plena forma física, mas ter uma boa aparência é fundamental. O mesmo vale pro rosto. Sempre cuidado, barba (se tiver) bem aparada ou feita perfeitamente. Cabelos limpos, bem penteados sempre. Unhas limpas e aparadas. Desodorante sempre (fundamental! Ninguém aguenta uma pessoa fedendo a subaqueira). O principal aqui é passar aspecto de limpeza. Ninguém vai contratar um cara fedido, mal cuidado, com barba mal feita.

O terceiro passo é o visual das roupas. Roupas limpas, que fiquem bem no seu corpo. Nada de roupona largada ou com aspecto de velhas (furadas, manchadas, desbeiçadas, etc). Também não precisa exagerar e usar terno. A não ser que fique muuuito bem de terno. Um jeans escuro e uma camiseta preta ajustados no corpo, por exemplo, dão uma boa impressão. Um sapato esporte ou bota bem cuidados, um tênis limpo. Cuecas sempre novas, limpas, trocadas – de preferência – entre um encontro e outro. Um banho entre os compromissos também é legal.

O quarto passo é estar disposto a satisfazer seus clientes, seja homens ou mulheres cys, trans, não importa. Não pode ter preconceitos. E realizar tudo que eles pedirem. Há exceções, claro. Estabeleça seus limites. Se tem coisa que não consegue realizar, que o deixa brocha ou com nojo, deixe claro: não faço isso, não faço aquilo. Mas lembre-se sempre que, aqui, seu prazer não manda nada. Quem manda é o cliente.

E, por último mas não menos importante, tire fotos boas de corpo (podendo mostrar ou não o rosto). Entre as mensagens de Whatsapp que recebi, tinham alguns cujas fotos de perfil eram de chorar. Com filhos! Pelo amor de Deus! Quem se oferece para prostituição (sim, é disso que estamos falando) com filho pequeno no colo? Tire fotos de qualidade, do corpo, do rosto, do pênis, da bunda. Mas só mande essas se forem solicitadas. Alguns garotos de programa tiram uma grana extra vendendo packs de fotos assim, por valores acessíveis. O cliente solicita, faz um PIX e ele manda as fotos pedidas.

No mais, é se cadastrar em aplicativos de namoro Tinder, Happn, Badoo, Bumble, Grindr (esse, exclusivamente homossexual), entre outros, além de sites de prostituição oferecendo seus serviços. Aliás, sempre deixe claro, nos aplicativos, que você é garoto de programa. Honestidade sempre. Nada de querer enganar seus possíveis clientes para cobrar depois. Sucesso pra você.

Tem dúvidas sobre sexo? Mande sua pergunta para telma@olondrinense.com.br

Quem é Telma Elorza, a Tia Telma?

Jornalista, divorciada, xereta por natureza e que sempre se interessou muito por sexo. Com a vida, aprendeu várias coisas, mas a principal é que sexo é uma coisa natural e deve ser sempre prazeroso.



Compartilhar:

13 Comentários

  1. Quero ser garoto de progama mais de mulher mais venha

  2. Rapaziada se for nessa de mulher mais velha vai ganha nada quem paga por isso são os gays aí e facio ganha dinheiro de mulher eu queria ser também sou bonito tenho um belo estrumento mais eu faria se fosse bom trans homem assim acho que não me sentiria bem mais mulher e difícil rapaziada conheço uma trans que duas vezes por mês ela me chama o velho come ela e eu a mulher dele paga 1000 reais fora bebidas e cigarro mais isso é raro

  3. Estou pensando em virar garoto de programa de fato, atender homens, mulheres, tudo! O que importa é ganhar grana. Tenho facilidade, embora não me ache bonito mesmo várias pessoas falando que sou… Com 22 anos sai com um cara de 65, ele que me procurou. Sem dúvidas foi muito lucrativo, pois ganhei celular, viagem com passagens aéreas, fiquei hospedado num hotel caro, fiz passeios, fui nos melhores restaurantes e ainda ganhei 500 reais. Na verdade, ele era um suggar daddy. Existem outras pessoas mulheres idosas que estão afim, mas eu ainda tenho receio, pois são pessoas conhecidas rs não sou nada profissional, mas posso ganhar uma grana boa. Eu tenho um bom trabalho atualmente, faço minhas viagens, vivo relativamente bem, mas a prostituição não sai da minha mente. É algo muito lucrativo, parceiros. Eu sou bi, então curto homens e mulheres naturalmente, mas quem para quem quer ser garoto de programa e ganhar grana mesmo vai ter que fazer programa com homens, pois os caras são os que mais procuram. Eu penso que se você sair com um cara você não se torna necessariamente bi ou gay. Tenho amigos gays que fazem programa com mulheres pelo dinheiro apenas. Não deixam de ser gays porque comeram uma mulher. Enfim…. Dependendo da situação você pode se dar muito bem, ganhar presentes caros como uma viagem, uma moto, carro, enfim. Depende da condição financeira da pessoa com quem você fica como aquele cara com quem fiquei e continuo mantendo contato ou se é só um programa mesmo, mas pode lucrar uma boa grana tipo 300, 400, 500 reais no mínimo! Tá na hora de usar o corpo interessante que temos e começar a lucrar! E olha que sou muito tímido, as pessoas não imaginam ou se contassem a elas pensariam ser mentira.

  4. Tenho 21 anos anos, e venho analisando esse ramo a muitos anos(desde 14 anos)
    Sempre gostei de tudo,porém nunca conseguir me encaixar nesse aspecto,nunca tive uma “oportunidade” pra dizer a vdd, enfim.
    Espero um dia poder realizar esse desejo.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.