Seu Dia a Dia – Entenda o que é Média Móvel, o caso da Covid

Todos os dias a mídia informa a evolução da Covid, novos casos e mortes, e notem que agora adotaram a abordagem da média móvel. Mas afinal, o que é a média móvel? E como é a interpretação dessa expressão?

A média móvel é formada por meio do cálculo da quantidade média de contaminação e morte ao longo de um determinado número de dias.
Para isso, adotam os seguintes critérios:
• Média móvel: média de casos ou mortes dos últimos 7 dias;
• Variação: mudança da média móvel nos últimos 14 dias;
• Estabilidade: variações de até 15%, para mais (+) ou para menos (-).

Para calcular a média móvel, soma-se o número de casos ou mortes dos 7 dias anteriores e divide-se por 7.

Neste caso, é preciso calcular a variação percentual das médias móveis em um intervalo de 14 dias. Por exemplo, a média móvel do décimo quarto dia será comparada com a média móvel do primeiro dia.

E como o próprio nome sugere, a média móvel se move ao longo do tempo. Os registros antigos são extraídos e os casos mais recentes são inseridos.

Caso o percentual seja de até 15%, considera-se estável. Se for acima de 15% positivos, está crescendo. Se for superior a 15% negativos, entende-se que está em queda.

Segue um exemplo fictício da média móvel e sua evolução de quatro dias para os casos diários de Covid ao longo de dez dias.

Observem que os 10 casos (primeiro dia), 11,12,13,14,15,16,17,18 e 19 casos (décimo dia), ficariam, assim:
Primeiro dia da média móvel: 13 casos (10 + 11 + 12 + 13 + 14 + 15 + 16 dividido por 7)
Segundo dia da média móvel: 14 casos: (11 + 12 + 13 + 14 + 15 + 16 + 17 dividido por 7)
Terceiro dia da média móvel: 15 casos: (12 + 13 + 14 + 15 + 16 + 17 + 18 dividido por 7)
Quarto dia da média móvel: 16 casos: (13 + 14 + 15 + 16 + 17 + 18 + 19 dividido 7)


No primeiro dia, a média móvel abrange os sete primeiros dias como ilustrados. No segundo dia, a média móvel elimina o primeiro caso (10) e adiciona o novo caso (17). No terceiro dia, a média móvel continua removendo o novo caso (11) e adicionando o valor mais recente (18). E no quarto dia acrescenta o caso atual (13) e o último caso (19).

No exemplo acima, os casos aumentam, gradualmente, de 10 a 19 casos ao longo desse período e observe que a média móvel se move de 13 a 16 casos (por isso a expressão: média móvel) durante o período calculado de quatro dias.

Espero que tenha ajudado nos esclarecimentos. Essa abordagem se aplica a qualquer negócio, inclusive no mercado de ações e outros negócios para medir a evolução de preços e cotações. Agora, preste atenção nas notícias nos casos covid e avalie o que está acontecendo.

Desejo uma excelente semana!

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR. Facebook: fb.me/claudio.luiz.chiusoli
Instagram: @claudio.chiusoli
Linkedin: https://br.linkedin.com/in/claudio-chiusoli-50819531
Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do YouTube

Foto: Anna Shvets no Pexels

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *