Se você precisa de um local para trabalhar ou apenas ficar, consulte as dicas

Certo dia, em uma confraternização de final de ano, conversava com uma pessoa que gosta muito de viajar de moto com a esposa. E por curiosidade perguntei como planejava quanto a hospedagem, já que tinha um destino fixo, mas parava em várias cidades durante a viagem. Aí, ele citou que reservava tudo pelo Airbnb.

A princípio achei estranho entender como seria, pois a viagem passaria por três cidades diferentes até chegar ao destino final no sul do Brasil. No entanto, cada vez que chegava no local, tudo estava reservado. Ele comentou que pegava a chave na recepção, só isso, e dormia em um apartamento completo como se fosse a casa dele.

Achei ótimo porque em uma viagem às vezes é preciso reservar algum hotel e pode ocorrer de não encontrar a opção de quarto desejado, ou ainda, o preço não ser atrativo.

Após aquele encontro, veio a pandemia e parei de viajar. No meu caso, precisava encontrar um espaço “home office” para minhas atividades diárias e planejamento das aulas. Eu rapidamente me lembrei do exemplo do Airbnb.

Ao entrar no site, após o cadastro, você pode navegar por todas as acomodações solicitadas, ver as opções disponíveis e preços das diárias. Para quem precisa de mais dias é possível ter opções com desconto. As reservas podem ser feitas em vários lugares do mundo, e torna-se uma boa opção avaliar seus custos e benefícios, pois os preços muitas vezes são mais atrativos do que o valor cobrado pelo hotel.

Ainda pesquisando, você pode otimizá-lo fornecendo os detalhes que deseja, como casa e apartamento inteiro ou apenas um quarto, e mais, pode saber se animais de estimação são permitidos, por exemplo. Ao encontrar o que procura, há a opção de obter informações do anfitrião, ler as avaliações dos hóspedes que estiveram por lá. Se gostar, consegue fazer a reserva.

Feito isso, é possível via chat estabelecer uma comunicação com o anfitrião para receber dicas ou tirar dúvidas. E mais, pode falar com o Airbnb a qualquer momento para solicitar atendimento adicional.

Esse foi meu caso. Para minha surpresa, achei um local espetacular com muita natureza e tranquilidade, sem contar que os anfitriões são considerados um SuperHost (aqueles que oferecem experiências extraordinárias para seus hóspedes). No final de tudo, acabamos nos tornando amigos e sempre retorno ao local quando posso. O espaço é conhecido como Chalé do João (perto do Jardim Botânico), veja neste link.

Então, se procura um sossego de final de semana com a família, ou simplesmente para um “home office” sem perturbação e barulho, deixo essa recomendação, entre tantos outros espaços que pode encontrar no site.
Vamos cadastrar? Fica a sugestão.

Ótima semana.

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR. Facebook: fb.me/claudio.luiz.chiusoli
Instagram: @claudio.chiusoli
Linkedin: https://br.linkedin.com/in/claudio-chiusoli-50819531
Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do YouTube e minha redes sociais Linkedin, Facebook e Instagram.

Foto: Acervo pessoal

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.