UEL inaugura maior câmara climática do país para ensaios com materiais da construção civil

Além de utilização para a pesquisa e o ensino dos estudantes de graduação e pós-graduação, o local poderá auxiliar na elaboração de normas técnicas da construção civil. A obra custou cerca de R$ 150 mil

Agência UEL

A maior câmara climática do país para ensaios com controle de temperatura e umidade foi inaugurada nesta terça-feira (3), no Laboratório de Estruturas, do Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). O espaço de mais de 100 m² será utilizado para ensaios com materiais de estrutura que sofrem deformação lenta, como concreto armado, madeira, bambu, entre outros. A obra custou cerca de R$ 150 mil. 

Além de utilização para a pesquisa e o ensino dos estudantes de graduação e pós-graduação, o local poderá auxiliar na elaboração de normas técnicas da construção civil. A câmara contém isolamento térmico, sistema de resfriamento por duto e mesas de reação – onde podem ser feitos quatro testes ou mais simultaneamente. Pelo tamanho do espaço, é possível testar grandes estruturas de concreto, como vigas e postes, por exemplo. Na parte superior da câmara foi construído também outro espaço que poderá servir futuramente como sala de aula e de reunião, o que vai permitir expansão do Laboratório de Estruturas.

Foram muitos anos de busca por recursos para a construção e finalização da câmara. A ação foi do professor Gilberto Carbonari que desde o retorno do doutorado em Barcelona, na Espanha, em 1997, sonhou com a criação desse espaço na UEL. Houve um esforço por busca de apoio com empresas do setor privado e ainda com recursos da Especialização em Engenharia de Estruturas, do CTU, por meio do Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Social (ITEDES) e da Fundação  de Apoio ao Desenvolvimento da UEL (FAUEL).

O professor destaca ainda a doação de materiais por algumas delas, como a Companhia de Cimento Itambé, que doou cimento para para construção da estrutura de todo o Laboratório. Além disso, também foram reutilizados equipamentos, como o ar-condicionado adaptado para controle da umidade, anteriormente utilizado para a refrigeração de computadores na Assessoria de Tecnologia da Informação (ATI).

Com 35 anos de trabalho na UEL e com aposentadoria em vista, Gilberto Carbonari reconhece que deixa um legado aos estudantes e professores dos cursos de graduação e pós-graduação do CTU. “Desconheço laboratórios que possuem câmara desse porte. Nela vai ser possível agregar vários setores, dentro da Universidade e também fora. É possível fazer teste de normas técnicas da ABNT e até de nível mundial, com empresas de madeira, concreto armado, que desejarem parceria. Além de convênios com institutos que trabalham especificamente com materiais de estruturas”, afirma.

Segundo o técnico do Laboratório de Estruturas, Luis Gustavo Patrocino, que atua diretamente com as pesquisas dos estudantes, a câmara vai permitir encontrar o ponto zero para os testes, com o controle de temperatura e umidade vai permitir. Isso significa que os estudos poderão ser feitos com mais rigor técnico e comparação entre as estruturas que estarão dentro, no isolamento, e as que estarão fora, expostas a todas as condições.

Cerimônia

Professores, estudantes e servidores prestigiaram a cerimônia de inauguração da Câmara climática. O reitor da UEL, Sérgio de Carvalho, destacou a persistência na construção do espaço e dos atores envolvidos. “Esse laboratório é o símbolo do que é a UEL, da teimosia das pessoas em tornar algo possível e fazer a diferença. Temos o desafio de nos relacionar com todos os espectros sociais, com o setor privado, para conseguir avançar mais”, afirmou.

Participaram também do evento o vice-reitor, Décio Sabbatini, a pró-reitora de graduação e reitora eleita, Marta Favaro, o diretor do Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU), Aron Lopes Petrucci, o chefe do Departamento de Estruturas, Paulo Sérgio Bardella, e o coordenador do Laboratório de Estruturas, Marcos Vinício De Camargo. 

Foto: Foto: O Perobal/UEL

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.