Skip to content

Tia Telma Responde – Quero exibir sexualmente minha mulher, mas ela não aceita

“Sou casado há 15 anos e tenho uma fantasia de exibicionismo com minha esposa: queria que ela se exibisse para mim em locais públicos ou sair com roupas que marquem bem sua genitália. Mas ela não aceita. O que posso fazer para convence-la?”

“Adoraria exibir minha mulher nua em sites pornôs ou ao vivo. Queria que ela se vestisse de forma bem provocante para ir ao supermercado comigo ou só andar na rua. O olhar de desejo dos outros homens me dá muito tesão. Vivo comprando roupas sexys para ela, mas ela não gosta, nunca usa. O que fazer para convence-la?”

Duas perguntas semelhantes chegaram ao meu e-mail, em menos de uma semana. Nos dois casos, o principal ponto é a vontade de exibir sexualmente a parceira mesmo que ela não esteja disposta a isso. Uma mistura de voyeurismo com exibicionismo e um toque de cuckold (o homem que sente tesão em ver sua esposa transando com outros homens). Não sei nem se tem nome para esse tipo de fetiche, que mistura tudo, embora tenha pesquisado bastante para responder.

Ter fantasias e fetiches não é errado. Desde que haja consentimento e satisfação mútuos com seu parceiro, isso pode apimentar a relação e deixar a vida sexual mais prazerosa para os dois. O problema é querer forçar que ela faça algo que não quer.

O que os dois leitores – e quem mais quiser aproveitar a dica – podem fazer é, sempre que possível, tentar desfazer o que centenas de anos de repressão sexual fizeram com as mulheres. A maioria ainda vê sexo libertário (sem tabus) como algo que não é correto. Foram ensinadas a isso. No entanto, mulheres têm sim desejos sexuais, fantasias, fetiches, mas reprimem, acreditando que se permitirem esse tipo de coisa seria “errado”, que seus parceiros não vão entender, que vão prejudicar – e até acabar com – a relação.

Ao invés de pedir para uma mulher se expor em uma conversa comum, por que não fazer isso na cama, durante a relação sexual? Sugira a ela que lhe conte suas fantasias, se proponha a realiza-las. Mesmo que seja boba. Mesmo que acredite que a sua dê muito mais tesão. Com o tempo, a prática e a confiança, com certeza ela vai se libertando de tabus e estará bem mais disposta a experimentar coisas novas. E, quem sabe, poderá até realizar as suas.

Enquanto isso não acontece, brinque com ela e tire fotos das partes que gostaria de expor – sem identifica-la. Elogie, eleve a autoestima dela. Porém, não publique e nem divulgue essas fotos até que ela esteja disposta a dar permissão. No entanto, só de imaginar a possibilidade já pode lhe dar muito prazer, não é mesmo?

Envie suas dúvidas e sugestões para o e-mail telma@olondrinense.com.br

Telma Elorza

Jornalista profissional, palpiteira e galhofeira. Adora dar pitaco na vida dos outros enquanto vai levando a sua na flauta.

Foto: Anna Shvets no Pexels

Compartilhar:

1 comentário

  1. É o desejo de muitos homens mas que têm vergonha de dizer. Mas a partir do momento que o casal faz, a relação melhora 1.000%. É muito bom.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.