Skip to content

7 dicas para reacender o tesão pela esposa

Por Telma Elorza

“Estou casado há 15 anos, amo minha esposa e a família que formamos, mas não tenho mais tesão nela como mulher. E acho que ela também não gosta mais de transar comigo. Bato punheta para não pular a cerca. Mas vivo triste, porque acho que casamento não deveria ser isso. Há algo que posso fazer para tentar reacender o tesão ou é melhor divorciar?”

Primeiramente, quero dar meus parabéns ao leitor que prefere bater punheta a trair. Isso mostra uma integridade que dificilmente se acha em homens na mesma situação. O mais comum é ver homens se justificando pela traição com o motivo que o leitor expôs: ela não gosta mais de transar comigo.

Bom, como sempre reforço aqui, não sou psicóloga, nem terapeuta sexual. Apenas uma mulher vivida, xereta e que sempre se interessou por sexo. O que já vi e vivi, me dá uma certa propriedade para falar com quem procura minha ajuda. E já vi muitos casais na mesma situação, que se acomodam na rotina e, aos poucos, vão perdendo o tesão um pelo outro e, até, pela vida. Inclusive já fui confidente de alguns e aconselhei outros.

Por isso, acho que posso dar algumas sugestões para você, leitor.

Primeiramente, na minha opinião, é essencial uma conversa franca e direta entre o casal. Por as cartas na mesa, digamos assim. Não é fácil, mas se você se sente infeliz, ela também deve estar sentindo o mesmo. O problema é que ambos têm medo de expor essa infelicidade. E sentem culpa.

Mas não pense que uma única conversa vai resolver tudo. Deve acontecer uma série de conversas, de diálogos sinceros para que ambos pensem em toda a situação que estão vivendo.

E também muita reflexão, para só então tomarem uma decisão.

Mas, como eu sei que tomar a iniciativa da conversa é um algo realmente intimidante, vou dar aqui algumas sugestões para tentar reacender o tesão. Quem sabe isso não resolve o problema e vocês fiquem mais felizes depois.

Dicas para reacender o tesão

Olhe para sua mulher – Parece incrível, mas depois de alguns anos, parece que o marido deixa de enxergar a esposa como mulher. Ela vira quase um móvel, que você sabe que está lá, mas não vê mais os detalhes. Sugiro que comece a observar novamente sua esposa como fazia na época de namoro. Ela pode estar alguns anos mais velha, mas aquela namorada que deixava você com o pau duro só com um olhar, ainda está lá. Deve ter vários detalhes que você gostava muito na aparência dela, que ainda estão lá.

Relembre o sexo louco já feito com ela – Impossível não ter ficado na memória alguma sessão de sexo que foi excepcional. Busque nas lembranças o tesão que sentiu naquele(s) dia(s). Pense que gostaria de fazer aquilo tudo novamente.

Pense em sexo com ela quando estiver fora de casa – Passe o dia pensando no que gostaria no sexo e coloque sua mulher como protoganista dessa fantasia. Como eu sempre digo, nosso cérebro é nosso maior e mais potente órgão sexual. Pensar em sexo constantemente aumenta significativamente a libido, vários estudos já comprovaram isso. Eu duvido que você não vai chegar em casa tarado e louco para levá-la para cama.

Mande mensagens eróticas para ela – Enquanto você passa o dia pensando em transar, tente estimulá-la também. Mande mensangens, dizendo explicitamente tudo o que gostaria de fazer com ela. Seja criativo.

Leve-a para um local diferente – Há quanto tempo vocês não saem para fazer amor? Uma das coisas que não deixam cair na rotina é justamente inovar os locais da transa. Pegue um motel daqueles tops, com cadeiras do prazer e outras coisinhas e aproveite tudo.

Proponha fantasias/fetiches – Eu sei que você tem fantasias/fetiches que nunca pensou em falar para sua companheira. Todo mundo tem. Por isso que escrevo essa coluna há tanto tempo. Que tal começar colocá-las em prática? Não tenha vergonha. Pode ser qualquer coisa, mas sugiro que comece mais suavemente. Por exemplo, uma lingerie diferente (compre para ela o que você gostaria que ela usasse) ou um footjob (a punheta feita com os pés). Estimule ela a falar sobre as fantasias que gostaria de ser realizadas. Essa troca de fantasias é muito estimulante. E por que não realizá-las com a esposa de 15 anos, alguém que você confia?

Se esforce para ser bom de cama – NADA dá mais tesão a um homem que ver uma mulher excitada, se contorcendo cheia de tesão. Você tem se esforçado para fazê-la gozar ou entrou também na rotina do papai e mamãe? Faz um oral bem feito? Estimula ela com preliminares? Que tal tirar um dia para só fazerem sexo, sem pressa?

Eu aposto que, depois dessas dicas, o relacionamento de vocês pode se tornar algo maravilhoso. No entanto, se nada disso der certo, aí o negócio é muito sério mesmo e vocês terão que ter aquela conversa que falei ali em cima.

Espero ter ajudado.

Tem dúvidas sobre sexo? Mande sua pergunta para telma@olondrinense.com.br

Quem é Tia Telma?

A rotina pode trazer a falta de tesão na vida sexual do casal. Mas antes de pensar em divórcio, que tal tentar essas dicas para aumentar a libido?
Tia Telma versão Inteligência Artificial

Jornalista, divorciada, xereta por natureza e que sempre se interessou muito por sexo. Com a vida, aprendeu várias coisas, mas a principal é que sexo é uma coisa natural e deve ser sempre prazeroso.

Leia mais colunas Tia Telma Responde

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

2 Comentários

  1. Eu ia comentar no “Relacionamento sem sexo é relacionamento?”, mas este post é onde me encaixo mais, estou infelizmente nesta situação. Sinto que eu e minha esposa perdemos a intimidade, não temos filhos e parece que não conseguimos mais avançar para o sexo… não no beijamos mais e sei que este é um do principais motivos para a falta de sexo, que é a falta de toque.

    Ainda tenho muito tesão nela e assim como o colega aí, me alívio na masturbação, embora já pensei em pagar por sexo.

    Eu penso que meu caso é para divórcio pois ela flerta com outras pessoas e acho inclusive que já me traiu recentemente na semana passada, mas o fato de não ter ficado com raiva me fez ver que talvez tenha acabado, pensei em falar pra ela sobre abrir a relação, mas sei que quem iria se beneficiar mais seria ela, pois não tenho vontade de ter outra pessoa. É triste ver algo assim acontecendo. Não me culpo e nem culpo ela por isso, a culpa foi nossa em algum momento.

    1. Pense pelo lado positivo, pouquíssimas pessoas tem essa capacidade de auto-análise, meu velho. Você conseguiu enxergar o problema a tempo e sabe o que anda errado na sua relação. Está pronto para tomar qualquer decisão e seguir em frente. Seja tentar rever o relacionamento com a atual parceira ou partir para outra.

      No meu caso, vivo situação bem semelhante com a do relato feito pela Tia Telma. Acho que a rotina acabou de vez com o tesão pela esposa. A diferença é que não me sinto infeliz com isso… A amizade dela, nossa família e nossa convivência me preenchem emocionalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.