“Já tô no samba” traz as diversas facetas do gênero: riso, drama, romance e gingado EQUIPE O LONDRINENSE com Assessoria “Não acho que o samba esteja se renovando. O samba nunca morreu. Não vai morrer. Vai achar seus caminhos, vai dialogar, vai misturar, vai encontrar vozes, vai traduzir seu tempo, vai contagiar, vai emocionar.Leia mais

Compartilhar: