Fazendo a si mesmo no Grafatório, um estúdio que virou vila cultural Felipe Melhado Especial para O LONDRINENSE Quando o Grafatório começou,  eu estava cheio de energia, tinha 23 anos e a arrogância que eu achava necessária para criar algo novo. Àquela altura, em 2012, tive a grande sorte de encontrar parceiros para esse meu entusiasmo.Leia mais

Compartilhar: