Raquel Santana (*) Ter acesso a uma universidade, vinda de uma família pobre, mas limpinha, foi um privilégio. Fui a primeira de quatro irmãos, seguida por meu irmão mais velho, que depois de casado e pai de dois filhos, foi fazer Odontologia. Se hoje é difícil, imagina mais de 30Leia mais

Compartilhar: