Por Alessandra Diehl e Rogério Bosso (*) Por ser uma doença considerada crônica, podemos considerar a depressão como sendo um fenômeno neuropsiquiátrico e crônico. Isso se justifica por termos robustas evidências científicas que mostram alterações químicas a nível cerebral das pessoas que são acometidas com esta condição, em especial comLeia mais

Compartilhar: