Telma Elorza O LONDRINENSE A reabertura do comércio, hoje, em Londrina, trouxe uma mescla de sentimentos para aquela parcela da população que está seguindo à risca as orientações das autoridades de saúde, mantendo o isolamento social, usando máscaras quando necessário e fazendo a higienização das mãos e de tudo queLeia mais

Compartilhar:

Mais de 250 favelas brasileiras fizeram parte do levantamento Agência Brasil Nove em cada dez mães moradoras de favelas terá dificuldade para comprar comida após apenas um mês sem renda, revelou a pesquisa “Coronavírus – Mães da Favela”, realizada por Data Favela e pelo Instituto Locomotiva. O levantamento foi feitoLeia mais

Compartilhar:

Alunos em situação de vulnerabilidade deverão ter alimentação garantida durante suspensão de aulas na rede pública O LONDRINENSE com assessoria Em todo o estado do Paraná, mesmo com a suspensão das aulas na rede pública de ensino em função das medidas de prevenção ao Coronavírus (Covid-19), o fornecimento de alimentaçãoLeia mais

Compartilhar:

Fim do ano chegou e com ele muitas festas irão acontecer, como as confraternizações de amigos, e a tão esperada reta final com as comemorações de Natal e Ano Novo. Além do bem-estar, as pessoas querem se sentir bonitas e saudáveis. Mas já pensou que a sua pele pode sofrerLeia mais

Compartilhar:

O programa funciona em parceria com produtores e permissionários, que repassam ao banco produtos sem padrão de comercialização, porém em boas condições de consumo. Os alimentos que não são comercializados nas cinco unidades da Ceasa do Paraná, e acabariam indo para os aterros sanitários, têm um destino certo: a mesaLeia mais

Compartilhar:

Antes de chegar ao ponto onde uma criança de três anos sentar-se à mesa e decidir, por conta própria, que quer comer arroz, feijão, alface, cenoura e carne porque gosta desses alimentos existe um caminho a ser percorrido que, ao meu ver, se inicia ainda na amamentação. Eu tive aLeia mais

Compartilhar:

Antes de chegar ao ponto onde uma criança de três anos senta-se à mesa e decide, por conta própria, que quer comer arroz, feijão, alface, cenoura e carne porque gosta desses alimentos existe um caminho a ser percorrido que, ao meu ver, se inicia ainda na amamentação. Eu tive aLeia mais

Compartilhar: