Simpósio de Educação Musical abre a programação do 41º FIML

Atividade será realizada em outubro e vai reunir conferencistas de diversos países

O LONDRINENSE com assessoria

As atividades do 41º Festival Internacional de Música de Londrina (FIML) começam em outubro, com a realização do 1º Simpósio de Educação Musical, evento que vai reunir importantes conferencistas de diversos países. O debate central será em torno da “Diversidade das Raízes Epistemológicas na Educação Musical”, com palestras e debates transmitidos ao vivo, on-line, nos dias 01 e 02 de outubro. As conferências serão proferidas em inglês/português com tradução simultânea.

Entre os palestrantes, destaque para a Dra. Emily Akuno, da Universidade do Quênia e Presidente da ISME (Sociedade Internacional de Educação Musical); Dra. Liane Hentschke, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Dr. Bo-Wah Leung, da Universidade de Hong Kong; Dr. Andre de Quadros, da Universidade de Boston (EUA); Esinkuma James Amaegbe, da Universidade de Port Harcourt, Nigéria e Meki Nzewi, professor de Música Africana da Universidade de Port Harcourt, Nigéria, e diretor do Centro de Música Instrumental Indígena e Práticas de Dança da África.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através deste link . Serão emitidos certificados para os participantes pelo Festival Internacional de Música de Londrina, que tem data já definida para a 41ª edição, entre 05 e 11 de dezembro, com programação pedagógica e artística.

A discussão sobre as raízes epistemológicas na educação musical tem o objetivo de destacar a diversidade cultural no campo da Educação Musical como o eixo da reflexão sobre processos de descolonização a fim de apoiar o protagonismo dos sujeitos sociais e suas raízes epistemológicas embasadas nos contextos socioculturais bem como na sua ancestralidade.

Dessa forma, reúne educadores musicais visionários e pensadores para discutir as epistemologias que apoiem os valores simbólicos e conhecimentos existentes em diferentes culturas e comunidades. “Teremos grandes oportunidades para a reflexão e a troca de informações sobre práticas pedagógicas diferenciadas”, informa Magali Kleber, diretora pedagógica do FIML.

Abertura

A conferência de abertura será feita no dia 01 de outubro, às 16h50, pela Dra. Emily Akuno do Quênia, e atual presidente da ISME (Sociedade Internacional de Educação Musical), que desenvolve um reconhecido trabalho na área da Educação Musical, baseado no respeito à diversidade cultural e no fortalecimento internacional da área.  O tema da palestra será “Uma voz visível – O que esse tema significa para o contexto brasileiro”.

“A sua proposta vai muito além de uma visão tradicional da educação musical, uma vez que se abre para a diversidade de contextos e valores socioculturais na construção de propostas pedagógico musicais. Trata-se de um entendimento inegociável de que as práticas musicais compõem o eixo identitário dos tantos grupos sociais que encontramos pelo mundo”, conta Magali Kleber.

Parceria

O 1º Simpósio Internacional de Educação Musical conta com a parceria interinstitucional do Festival Internacional de Música de Londrina, Sociedade Internacional de Educação Musical (ISME); Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM), Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Federal de Goiás (UFG).

O Festival Internacional de Música de Londrina tem a direção pedagógica de Magali Kleber; direção artística do pianista Marco Antonio de Almeida. É uma realização da Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Paraná // Secretaria Municipal da Cultura – Prefeitura do Município de Londrina-Promic // Casa de Cultura – Universidade Estadual de Londrina e Associação de Amigos do FIML.

Programação do Simpósio de Educação Musical

01 de outubro

16h30: Abertura com Prof.ª Dra. Magali Kleber e Dra. Flavia-Maria Cruvinel

16h50: Palestra “Uma voz visível – O que esse tema significa para o Brasil” com a Prof.ª Drª. Emily Akuno

17h10: Entrevista com Emily Akuno, mediadoras Dra. Alda Oliveira e Dra. Liane Hentschke

17h40: Palestra “Fortalecendo a diversidade de epistemologias na educação musical”, com Prof. André de Quadros. Mediação Dr.Marcus Medeiros.

18h15: Palestra Prof. Bo-Wah Leung, Mediação Sandra Oberoi

18h45: Encerramento da sessão com Sandra Oberoi

02 de outubro

Tema: Raízes epistemológicas na educação musical: vamos falar sobre descolonização

16h30: Palestra com Dr. Esinkuma James Amagebe

16h50: Mediação Grazi Bortz

17h05: Palestra com Dr. Meky Nzewi,

17h25: Mediação Dr. Vincenzo Cambria (UNIRIO BRAZIL)

17h40: Painel “Política, Ética e Educação Musical” com Carla Aguilar, Dr. Lauren Kalpaka Richerme, Dr.ª Magali Kleber, Dr.ª Flavia Maria Cruvinel e Luciana Casagrande

18h15: Encerramento do evento

Foto: Elvira Alegre/FIML

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *