Skip to content

O discurso de Margaret Thatcher em relação ao Estado que mudou o rumo do pensamento liberal

Por Cláudio Chiusoli

Este discurso marca um momento memorável por suas famosas observações:

Um dos grandes debates do nosso tempo é quanto do seu dinheiro deve ser gasto pelo estado e com quanto você deve ficar para gastar com sua família.

Não nos esqueçamos nunca desta verdade fundamental, o Estado não tem outra fonte de recursos além do dinheiro que as pessoas ganham por si próprias. Se o Estado deseja gastar mais, ele só pode fazê-lo tomando emprestado sua poupança ou te cobrando mais tributos.

E não adianta pensar que alguém irá pagar. Esse ‘alguém’ é você.
Não existe essa coisa de dinheiro público. Existe apenas o dinheiro dos pagadores de impostos
.”

LEIA TAMBÉM

Considerado um dos discursos mais importantes sobre o papel do Estado e dos impostos feitos por Margaret Thatcher (1925/2013), conhecida como a Dama de Ferro, a frase “não existe dinheiro público” se tornou um dos seus lemas mais famosos.

Ela defendia o individualismo e o livre mercado, criticando o socialismo , o comunismo e o sindicalismo.
Argumentava ainda que todo o dinheiro do governo vem dos contribuintes e deveriam ser gastos de forma responsável, enfatizando a importância da liberdade individual e da livre iniciativa para o progresso social.

Falando do Estado, temos de reconhecer a sua lentidão em ajudar face a burocracia e muitas vezes demonstrando total incompetência. Um excelente exemplo que chamou a atenção nas redes sociais, em janeiro deste ano, é o município de Nova Roma do Sul, no estado do Rio Grande do Sul.

Estimava-se que o governo gastaria entre 20 e 25 milhões de reais para reconstruir uma ponte que foi destruída pelas inundações e que seria concluída em até dois anos. No entanto, por iniciativa própria da comunidade local, associações e empresários arrecadaram 6 milhões de reais e foram necessários apenas 138 dias para construir a ponte.

Fica evidente que o Estado parece não existir senão para servir os seus próprios interesses.

É a sociedade civil dando resposta.

Boa semana. Gratidão!

Cláudio Chiusoli

A Nova Ordem Mundial é compreendida como um grande bloco econômico que surgiu pela ascensão ou queda de cemtros de poder, por eventos econômicos marcantes e por mudanças sociais e tecnológicas

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR. Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do e minhas redes sociais Linkedin, Facebook Instagram.

Leia todas as colunas de Economia no Seu Dia a Dia

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

foto: perfil.com e cisga.com.br

Compartilhar:

1 comentário

  1. Mais uma fez comprova que a máquina pública e ineficiente e ultrapassada, onde deveria ajudar à população e aqui é exatamente o inverso. Triste realidade do nosso País

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.