Skip to content

Desafios e perspectivas para a economia brasileira: inflação e política do COPOM

Por Claudio Chiusoli

Em meio a cenários de incertezas na economia mundial devida à alta dos preços das commodities e as guerras atuais, a inflação oficial do Brasil – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (17) subiu para 0,26% em setembro deste ano, ante agosto, que foi de 0,23%.

LEIA TAMBÉM

Assim, a inflação acumulada no ano (janeiro a setembro) está em 3,50% e nos últimos 12 meses (outubro/22 a setembro/23) em 5,19%, superior aos 4,75% referente a meta de inflação fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Para o registro da inflação, seis das nove categorias de despesas analisadas pelo IBGE tiveram aumentos de preços neste mês de setembro. A categoria transportes foi o principal responsável devido ao aumento dos preços da gasolina que teve a maior contribuição individual na inflação.

Por curiosidade, o levantamento tem a sua complexidade. O IBGE realiza mensalmente a pesquisa em áreas urbanas selecionadas do país, considerando 430 mil preços de 377 produtos e serviços em 30 mil localidades.

Pesquisa do IBGE avalia nove categorias que influenciam os índices da economia

Dessas 9 categorias, as três primeiras representam 55,5% do índice da inflação, sendo elas:
1) Alimentação e Bebidas (19,3%);
2) Transportes (20,6%);
3) Habitação (15,6%);
4) Despesas Pessoais (13,5%);
5) Saúde e cuidados pessoais (10,7%);
6) Educação (6,1%).
7) Comunicação (5,7%);
8) Vestuário (4,6%);
9) Artigos de Residência (3,8%)

Considerando que o mercado financeiro ainda entende que a taxa atualmente de 12,75% é alta e é mantida pelo COPOM pois se trata de uma ferramenta importante para conter o aumento da inflação.
Resta saber se essa tendência da estabilidade da inflação e queda das taxas de juros se confirmará, pois os cenários de instabilidade política mundial, certamente, afetarão muito esses indicadores.


Fique por dentro. Boa semana. Gratidão!!!

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR. Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do YouTube e minhas redes sociais Linkedin, Facebook Instagram.

Leia todas as colunas de Economia no Seu Dia a Dia

Foto: Freepik

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

1 comentário

  1. Parabéns Professor Claudio por mais este assunto de suma importância para nosso “bolso” e para a vida de tantas famílias brasileiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.