Skip to content

Cotação do dólar para preço de compra e venda. Como interpretar?

Por Cláudio Chiusoli

Muitas pessoas têm dúvidas quando se trata do valor do dólar quando ela aparece com uma cotação de preço de compra e venda.

Então, qual a diferença entre o valor de compra e o de venda do dólar ou qualquer outra moeda estrangeira?

Nesse caso, é preciso pensar em como interpretar, pois, de fato cada um tem um preço diferente. Deixando uma linguagem mais fácil e menos técnica que geram dúvidas, vou explicar.

Exemplo: no dia 12/04 (terça-feira), a cotação do dólar comercial no preço de compra foi de R$ 4,678 e o preço de venda de R$ 4,679. Esta cotação serve para as operações de importação e exportação.

Explicação: a empresa exportadora precisa receber o valor em dólar. O comprador externo envia o pagamento que, ao passar por uma instituição financeira, é feito a conversão do valor, mas será na cotação do “preço de compra”. Por outro lado, as empresas que importam e precisam enviar dólares para o exterior, pagarão sempre no valor, mas na cotação do “preço de venda”.

No caso do dólar turismo, o raciocínio é o mesmo, porém, a diferença entre os valores é maior.

Exemplo: o preço de compra, no dia 12/4 (terça), foi de R$ 4,61 e o preço de venda de R$ 4,89.

Explicação: se você estiver viajando e precisar comprar dólares, pagará a cotação do “preço de venda”. Quando você retornar, se tiver dólares restantes e quiser vendê-los, receberá pelo valor do “preço de compra”.

Em qualquer instituição financeira ou casa de câmbio, ao determinar o preço de uma moeda estrangeira (dólar, euro, iene e outras), existe a regra de que o preço de venda é sempre superior ao preço de compra.

Esta diferença corresponde naturalmente aos rendimentos das instituições de crédito e casas de câmbio. Ou seja, comprar por um preço mais baixo e vender por um preço mais alto para justificar ganhos operacionais e financeiros. Como em qualquer negócio de mercado, isso é naturalmente normal. Portanto, a diferença entre os valores de compra e venda de moedas confirma a importância de encontrar casas de câmbio confiáveis para comparar as diversas taxas praticadas no mercado.

Em resumo: Se você quiser comprar dólar, sempre pagará na cotação no “preço de venda”, assim como uma empresa importadora, que precisa pagar em dólar. Se você quiser vender dólares, o valor sempre será na cotação do “preço de compra”, assim como a empresa exportadora, que recebe em reais, na cotação do valor de compra, pois converte a moeda que entra no país.

Fique por dentro. Boa semana. Gratidão!

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR.
Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do YouTube e minhas redes sociais Linkedin, Facebook Instagram.

Foto: Pexels

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.