Seu Dia a Dia: Com a queda da Taxa Selic, vale a pena investir em renda fixa

Vamos da frase do investidor e sempre listado na Forbes como uma das pessoas com maior capital do mundo, Warren Buffett (1930 – ): “O risco vem de você não saber o que está fazendo.”

Na carona do assunto anterior, havia comentado sobre as oportunidades para o mercado de ações (renda variável). Notadamente, voltado para mais quem tem perfil moderado e agressivo.

Então vamos com calma. Para você que tem um perfil mais conservador e não quer correr riscos em relação a investimento, seguem algumas recomendações de um relatório recebido. Há considerações sobre investimento em renda fixa considerando o CDI como referência (certificado de depósito interbancário).

O que é um CDI? Trata-se de um título emitido pelos bancos para a realização de operações de empréstimo entre eles, em uma modalidade de curtíssimo prazo. Isso mesmo, o banco costuma pegar dinheiro com outro banco com a promessa de devolver em 24 horas.

Na verdade, o CDI não se trata de uma aplicação, ele serve como referência entre as diversas modalidades de investimentos de renda fixa. Alguns destaques:

1) CDI: o rendimento aumentou devido à queda da taxa Selic. Os bancos estão emitindo CDB’s com rentabilidade maior para atrair os investidores, algo em torno de 140% do CDI.
Exemplo: se o CDB (certificado de depósito bancário) que rende 140% do CDI, significa que tem rentabilidade 40% acima. Supondo que o CDI hoje pagasse de 10% ao ano, esse CDB terá uma rentabilidade bruta de 14% (antes do imposto de renda).

2) Rentabilidade maior que a poupança: com a Selic em 2,25%, o rendimento da poupança está em 1,57% ao ano. Assim, as aplicações em CDB’s, já deduzido o IR de 17,5%, rendem acima da poupança pagando algo em torno de 2,23% ao ano.

3) A renda fixa: não tem burocracia e os valores são acessíveis. É bastante simples sua operação. Com pequenos valores é possível investir, converse com seu gerente ou corretora.

4) Várias opções de bancos: nas corretoras, diferente dos bancos tradicionais, é possível encontrar dezenas de instituições financeiras em sua plataforma oferecendo diversas modalidades de renda fixa. Além disso, é possível diversificar a carteira em termos de indexadores, uma vez que são ativos atrelados ao CDI e à inflação.

Fica a dica e mande sua sugestão de pauta. Uma ótima semana! Gratidão.

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR. Facebook: fb.me/claudio.luiz.chiusoli
Instagram: @claudio.chiusoli
Linkedin: https://br.linkedin.com/in/claudio-chiusoli-50819531
Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do YouTube

Foto: Pixabay

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *