Skip to content

Especialista alerta para riscos da desinformação sobre Alzheimer

O geriatra Marcos Cabrera faz palestra na AML Cultural, convidado pelo Instituto Não Me Esqueças

O LONDRINENSE com assessoria

A falta de investimento adequado em campanhas de conscientização sobre o Alzheimer e outras formas de demência, aliada aos interesses comerciais que muitas vezes prevalecem, tem contribuído para confundir a comunidade. Esse contexto não apenas dificulta o diagnóstico e o tratamento, mas também alimenta o estigma associado à doença. Por isso o médico Marcos Cabrera se propõe a esclarecer dúvidas e desfazer equívocos comuns em sua palestra “Mitos e Verdades sobre Tratamento do Alzheimer”.

Marcos Cabrera, geriatra e professor da Universidade Estadual de Londrina, é o convidado do Instituto Não Me Esqueças, ONG que promove palestras mensais sobre a vida com Alzheimer. O evento, aberto e gratuito, será realizado no dia 6 de março (quarta-feira), às 14h15, na AML Cultural (Rua Maestro Egídio do Amaral, 130, em frente à Concha Acústica). Na entrevista a seguir, o médico destaca pontos importantes sobre esse cenário de desinformação.

Por que surgem mitos e soluções infundadas relacionadas ao Alzheimer?

Dr. Marcos Cabrera – Surgem devido à falta de tratamentos eficazes para curar completamente a doença, o que gera uma necessidade absurda por soluções. Isso leva ao aparecimento de promessas sem fundamentos científicos, estimuladas pela ansiedade e sofrimento de pessoas e familiares que buscam desesperadamente uma cura.

Quais são alguns exemplos de soluções infundadas que circulam hoje em dia?

Dr. Marcos Cabrera – Exemplos incluem a venda de livros com receitas milagrosas, o uso de remédios fitoterápicos como ginkgo biloba e cúrcuma, que têm propriedades neuroprotetoras mas não são eficazes para curar o Alzheimer, e o uso de cannabis, que pode ajudar no comportamento mas não reverte a deficiência cognitiva.

O que a medicina atual pode oferecer para o tratamento do Alzheimer?

Dr. Marcos Cabrera – A medicina atual consegue modificar o declínio cognitivo, adaptar os principais sintomas e melhorar a qualidade de vida, mas não reverter a história natural da doença.

Quais são as grandes novidades no tratamento do Alzheimer?

Dr. Marcos Cabrera – As grandes novidades não estão na farmacologia, mas sim nas atitudes e medidas não farmacológicas, como a atividade física, o treinamento cognitivo, atividades prazerosas, música, arte e sociabilização, que podem melhorar a evolução da doença.

Qual é o foco principal do tratamento do Alzheimer?

Dr. Marcos Cabrera – O foco não é a cura ou a resolução total das dificuldades, mas sim manter a dignidade e a qualidade de vida do paciente, reconhecendo que o Alzheimer impacta toda a família, não apenas o indivíduo.

O geriatra Marcos Cabrera faz palestra nesta quarta-feira (6) a convite do Instituto Não Me Esqueça. Ele falará sobre Mitos e Verdades sobre o Tratamento do Alzheimer

Como os mitos sobre o Alzheimer afetam a sociedade?

Dr. Marcos Cabrera – A expectativa de uma solução mágica para o Alzheimer cria um ambiente onde pessoas desesperadas por respostas são exploradas por indivíduos mal-intencionados que vendem falsas promessas, aproveitando-se da vulnerabilidade alheia.

Como combater a desinformação relacionada ao Alzheimer?

Dr. Marcos Cabrera – A melhor forma de combater a desinformação é através de informação correta, clara e acessível, com especialistas bem-intencionados disponibilizando conhecimento científico de forma corajosa e engajada, inclusive em espaços não acadêmicos como as redes sociais.

Sobre o Instituto Não Me Esqueças

O Instituto Não Me Esqueças é uma organização sem fins lucrativos dedicada a apoiar pessoas que vivem com demência e seus cuidadores, oferecendo recursos, informação e suporte emocional. Por meio de suas iniciativas, busca reduzir o isolamento social e aumentar a qualidade da vida com demência.

Desde março de 2022, o Instituto recebe recursos públicos, por meio de termo de colaboração e de cooperação viabilizados por chamamento público pela Secretaria Municipal do Idoso e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. Com isso, vem expandindo seu alcance e o atendimento direto a pessoas com Alzheimer e seus familiares.

Atualmente, o Instituto oferece oficinas de estimulação cognitiva a mais de 70 famílias, além de grupos de apoio, palestras e sessões de cinema, de forma gratuita e aberta a toda a comunidade que, por qualquer razão, tenha interesse sobre a causa. Em média, o Não Me Esqueças realiza mais de 500 atendimentos todos os meses.

O INME também se destaca na produção de materiais educativos disponíveis online, com o objetivo de apoiar a comunidade de pessoas que convivem com as demências. Além dos recursos recebidos por meio da Secretaria Municipal do Idoso, recebe também patrocínios e doações.

Serviço

Palestra Capaz – “Mitos e Verdades sobre Tratamento do Alzheimer”

Palestrante: Dr. Marcos Cabrera, geriatra

Data: 6 de março (quarta-feira), às 14h15

Local: AML Cultural – Rua Maestro Egídio do Amaral, 130 (em frente à Concha Acústica)

Formato: Presencial e gratuito

Instituto Não Me Esqueças (INME)

Realização: Instituto Não Me Esqueças (INME) e Gesen/UEL (Grupo de Estudos Sobre Envelhecimento da UEL)

Apoio: Secretaria Municipal do Idoso, Conselho Municipal do Direito da Pessoa Idosa e AML Cultural

Patrocínio Institucional: Itaipu Binacional.

Leia também – Negroamaro: DNA da Puglia

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.