Saúde muda protocolo para segunda dose da Coronavac

A partir de agora, intervalo entre imunizações será de 28 dias, segundo apontamento do Instituto Butantan

Telma Elorza

O LONDRINENSE

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, anunciou na manhã desta terça, que Londrina está mudando o protocolo de aplicação da segunda dose da vacina Coronavac para 28 dias depois da aplicação da primeira. De acordo com o secretário, a mudança segue orientação do o Instituto Butantan, que apontou melhor resposta imunológica da vacina com intervalo de 28 dias.

Esse foi o motivo do sistema da Prefeitura não ter permitido agendamento de vacinação, durante o final de semana. “A partir de hoje estamos abrindo novamente sistema de agendamento, agora com prazo de 28 de intervalo”, explicou. Segundo ele, estão completando o intervalo 960 pessoas que já receberam a primeira dose e podem agendar para hoje, inclusive. “Amanhã completarão o ciclo 412 pessoas”, afirmou.

De acordo com Machado, Londrina ainda tem doses da Coronavac, apesar das dificuldades que o Instituto Butantan na importação do princípio ativo da vacina, o que chegou a paralisar a aplicação da segunda dose em várias cidades brasileiras. “Eles estão agora com a produção quase normalizada e a expectativa é que possamos receber novos lotes ainda esta semana. Ficamos cerca de quatro semanas sem receber números relevantes de vacina”, disse.

De acordo com o secretário, a Prefeitura vai comunicar todas as 960 pessoas que podem se vacinar por mensagem de texto e também pelas redes sociais da Prefeitura. “Em casos extremos, quando esquecem de agendar a segunda dose, fazemos contato telefônico. O que tem sido bastante resolutivo”, afirmou.

Quanto ao grupo de pessoas com comorbidades, o secretário afirmou que já houve cadastramento de cerca de 20 mil pessoas de um universo estimado em torno de 25 mil. “Já fizemos avaliação dos envelopes e notamos que a maioria teve preenchimento adequado, assim podemos classificá-los em ordem de prioridades que serão pessoas com Síndrome de Down, com doença renal crônica, gestantes e puérperas serão vacinadas independentemente da idade, pessoas com comorbidades entre 55 e 59 anos e pessoas que recebem o BPC (benefício de prestação continuada), também na faixa de 55 a 59 anos”, explicou. O secretário disse que, recebendo os lotes da vacina, as imunizações começarão.

Para esta semana, o Município disponibiliza 17.201 vagas até sábado.

Foto: Arquivo/Prefeitura

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *