Rock pendurado no varal

Durante anos, eu passei colecionando discos, emprestando, perdendo, vendendo pra comprar merda, enfim. Com 17 anos, tinha uns 800 discos e hoje, com 49, o que sobrou foi um pouco menos de 100. Agora, juntando com os da minha esposa, estes números subiram um pouco.

Hoje, com uma cabeça muito melhor que tinha naquela época e com a volta do vinil, principalmente o EP sete polegadas de cores variadas, voltei aquela paixão antiga de adquirir meus bolachões e bolachinhas, jurando nunca mais emprestar, vender e muito menos trocar.

Hoje tenho os EPS 7P das bandas, Vida Ruim, The Jorgettes, Terremotor, Banda Cigarras, Faca Cega, WifiKills, Kingargoolas, Cachorro da Duença, DeusZebul e o de 12 polegadas do Terremotor. Isso me enche de alegria.

Massa que é a rapaziada do underground, os selos independentes que estão lançando esses materiais, você compra um “sete” por um preço que nem eu imaginava, de tão “Bão.” Conheci um desses selos, Zoom Discos, e fiquei encantado com o tanto de banda foda que eles lançaram e onde adquiri boa parte dos meu EPS. Fora as distros, como Capetoize, Bradodistro, que além de EPS tem cds, camisetas, tênis e algumas estão se aventurando em fitas cassetes. Fala se isso é foda ou não?! E todas de bandas independentes.

E como sou um jovem há mais tempo, roqueiro, comecei a comprar camisetas de bandas que eu gosto. E quem me conhece sabe que sou fã das bandas independentes, algumas das quais a gente mantém contato, vira e mexe estamos nos falando. Eu digo “a gente” pois minha esposa também é do rock.

Bandas incríveis que devo ter citado em outra matéria, mas foda-se. Vamos lá! Klitores Kaos, Time Bomb Girls, Menstruação Anarquika, Asteroides Trio, Detrito Federal, Ratas Rabiosas, Gritando HC, Eixo Kardan, Crush All Tyrany, Banda Cigarras, Droogies. Todas essas estão na parede do rock que vocês vão ver (foto) na matéria.

Lembro que a Ilka Elorza e Duda Victor, casal de amigos mais que queridos, um dia desses “colaram” em casa e Ilka tinha uma dúvida: Será que usa essas camisetas? Sim! Quando tenho que sair, coisa que não gosto, eu paro em frente a parede do rock e me pergunto: Com qual banda foda eu vou sair hoje?

Foto: Acervo pessoal

Inclusive tem uma camiseta em particular, da banda Menstruação Anarquika, quando eu saio com ela e vou ao mercado por exemplo, percebo nas  mulheres que algumas olham pra camiseta e olham feio pra mim e outras olham pra camiseta e abaixam a cabeça. Eu até perguntei para a Angela o porquê disso, o motivo dessa reação tão estranha. Se fosse mulher, adoraria ver e ter uma camiseta escrita “Menstruação Anarquika”. Ficou curioso? Pergunte para uma mulher sobre isso e tire suas conclusões, eu fiquei “de cara” com mais esse tabu.

E como a maioria sabe e assim espero, o LP tem que ter todo um cuidado no manuseio, não pode sair metendo os dedos no disco e deixar aquela impressão digital horrorosa nas faixas, não pode deixar no sol para não entortar e guardar sempre no plástico que tem dentro da capa. Isso os antigos, os novos já vem com essa proteção dentro que dá um adianto na “parada.”

As camisetas também precisam de cuidados, então vamos lá! Para quem fuma ou estiver perto de um fumante, cuidado com a brasa para não queimar a “peita”, não passar o ferro quente em cima da estampa pra não “zuar” a logomarca e claro, lavar. Hoje o rock está pendurado no varal, secando.

Bora recolher o Rock!

Bora pro Rock!

Rogerio Rigoni


Foi comerciante a vida toda, se rebelou e assumiu seu lado de escultor. A música que sempre foi sua paixão! Rock and roll na vida e na arte!

Foto: Acervo pessoal

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *