Zona Azul Londrina

Projeto de Lei pretende aumentar tempo de tolerância da Zona Azul de 15 para 30 minutos

Segundo a vereadora, deixar de cobrar pelo estacionamento rotativo em Londrina (Zona Azul) nos primeiros 30 minutos não pode ser encarado como uma frustração de receita.

Mirella Fontana
O LONDRINENSE

De autoria da Vereadora Mara Boca Aberta, o projeto de Lei 107/22, pretende estender a tolerância dos veículos estacionados em áreas de Zona Azul dos atuais 15 minutos para 30 minutos.

Na justificativa, a vereadora afirma que “Um dos objetivos do estacionamento rotativo em Londrina (Zona Azul) é aumentar a rotatividade na ocupação das vagas. Não é mera coincidência o fato do estacionamento rotativo só funcionar nos horários e nos locais de grande movimentação de veículos.
Bem, deixar de cobrar pelo estacionamento rotativo em Londrina (Zona Azul) nos primeiros 30 minutos não pode ser encarado como uma frustração de receita. Ao contrário, deve ser encarado como uma maximização da eficácia da sua única função: gerar rotatividade de veículos nas vagas.
Um usuário que estaciona seu carro em uma vaga de estacionamento rotativo e sabe que após 30 minutos passará a ser cobrado por isto tende a desocupar a vaga mais rapidamente do que aquele que sabe que está sendo cobrado desde o momento em que deixou seu veículo lá.”

A proposta traz como principal mudança, a implantação de um software de gestão integrado, onde agentes da CMTU e da Zona Azul poderão monitorar em tempo real as vagas ocupadas por toda a cidade.

Atualmente a Zona Azul de Londrina possui cerca de 2.470 vagas rotativas distribuídas principalmente na zona central da cidade. A tarifa cobrada é de R$ 1,70 por hora estacionada.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.