Prepare-se para Sandman na Netflix

Série, com produção do próprio autor, dá vida à uma das HQs mais aclamadas da história. Conheça o trabalho de Neil Gaiman em outras séries e filmes

Por Telma Elorza

Se você não sabe quem é Sandman, pode não estar ansioso pela estreia da série no Brasil, no próximo dia 5, na Netflix. Mas quem conhece as HQs, escritas há cerca de 30 anos pelo jornalista e escritor Neil Gaiman e ilustradas por diversos artistas, está com a contagem regressiva acionada.

Primeiro porque (né?) é Sandman em carne e osso, muito bem caracterizado pelo ator britânico Tom Sturridge que ficou a cara do Sonho (ou Sandman ou Morpheus ou Oneiros, são muitos nomes para o mesmo Perpétuo) dos quadrinhos. Segundo porque é o próprio Gaiman quem assina a produção. Ou seja, a série pode até se desviar das HQs originais, mas a qualidade está garantida. Tudo que já foi produzido em live action até agora sobre o personagem pode ser esquecido facilmente porque nada, nada, pode chegar ao pés dessa série. Veja o trailer aqui.

Como o leitor pode perceber, sou fã. Sim, fã do personagem e do autor. Neil Gaiman está entre os meus escritores de fantasia preferidos. Tenho praticamente todos seus livros (mais as edições de luxo das HQs de Sandman). Já me desfiz de muitos livros nas minha vida, por falta de espaço em casa, através de doações ou vendas, mas a coleção de Gaiman resiste a todas minhas investidas de desocupação de estantes.

Conheci o autor justamente através do Sandman. Meu filho comprou uma das edições de luxo e eu me apaixonei. Depois compramos em parceria o restante. Mas só os quadrinhos não me bastaram. Comecei a pesquisar e adquirir também os livros de contos e romances fantasia. E, para minha alegria, tem alguns filmes e séries baseadas nessas obras. Portanto, aconselho quem não conhece o trabalho de Gaiman, a assistir alguns deles até a estreia de Sandman já que comprar todos os volumes em capa dura das HQ está difícil. Na Amazon, o box completo sai por cerca R$1 mil (veja aqui), mas em inglês. Em português parece que está esgotado. É possível achar os volumes individualmente, mas a média de preço por cada um varia entre R$200 e R$900.

Em séries, recomendo que assistam Good Omens (disponível na Amazon Prime), a melhor adaptação de um romance de Gaiman em série até o momento. Tem também Deuses Americanos ( Amazon Prime), mas essa não gostei muito. Em filmes, sugiro Stardust: O Mistério da Estrela (2007), que está na Amazon Prime, e Coraline e o Mundo Secreto (2009), uma animação stop motion de terror para crianças, campeã de críticas e público, que está disponível no Starz.

Lúcifer, uma série de sucesso da Netflix, também é baseada em uma ideia original de Gaiman, mas não tem muito o dedo dele, não. Mas a série vale a pena ser assistida também.

Há anos eu procuro uma série de seis capítulos produzida pelo Gaiman para a rede britânica BBC chamada Neverwhere (Lugar Nenhum), de 1996, baseada no romance de mesmo nome, mas ainda ainda não consegui encontrar. Se alguém souber, pode me indicar?

Ah, na semana passada, foi anunciado que a Disney adquiriu os direitos do romance infanto-juvenil “O Livro do Cemitério”, sobre um bebê que tem os pais assassinados e acaba indo morar num cemitério, sendo criado por seres sobrenaturais. Um livro que eu AMEI e é indicado para todas as idades. Espero que a Disney não mude a essência da história. Mas o que me dá esperanças é que o longa terá direção de Marc Foster, conhecido por Guerra Mundial Z, um filme do qual eu gostei muito.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.