Pré-matrícula dos aprovados na 1ª convocação do Vestibular 2022 termina nesta terça-feira (26)

Aprovados têm até às 23h59 para efetivação da pré-matrícula. Até amanhã devem encaminhar os documentos acadêmicos e pessoais

Termina nesta terça-feira (26), às 23h59, o prazo para efetivação da pré-matrícula dos mais de 2300 aprovados na 1ª Convocação do Vestibular 2022 da UEL, que foi divulgada no último dia 19. Os convocados devem fazer a pré-matrícula no Portal do Estudante e têm até esta quarta-feira (27) para fazer upload e postagem (via Sedex) dos documentos acadêmicos e pessoais junto à Pró-reitoria de Graduação (PROGRAD), conforme previsto no Manual do Candidato (página 27).

Outra observação importante, é a necessidade de confirmação de matrícula, que deverá ser realizada na primeira semana de aulas. O procedimento é totalmente on-line e necessário para todos os novos alunos. O primeiro semestre de 2022 começa no dia 1º de agosto.

Já os candidatos não aprovados na 1ª convocação precisam manifestar interesse pela vaga também até esta terça, dia 26 de abril. O objetivo é garantir o nome nas demais chamadas do vestibular. A manifestação de interesse deve ser feita via internet, no site da COPS. A UEL publica nesta quinta-feira (28), às 14 horas, a relação dos candidatos que declararam interesse na Lista de Espera do Vestibular 2022 e no dia 5 de maio, a partir do meio-dia, a 2ª convocação dos aprovados.

Pelo segundo ano consecutivo, em 2022 a Universidade realizou o Vestibular em fase única. A prova foi realizada no último dia 6 de março, com 50 questões objetivas e mais a prova de Redação. O concurso registrou 30% de abstenções – 6,7 mil candidatos de um total de 22.587 inscritos. O total de 15.069 candidatos prestaram o Vestibular. Este ano a UEL ofereceu 2.509 vagas, mais 616 pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), totalizando 3.125, em 52 cursos de graduação.

Cota

Pela primeira vez a UEL realizou um Vestibular com 5% do total das vagas reservadas para pessoas com deficiência, em obediência à Lei Estadual 20.443/2020. Nesta primeira experiência, 86 candidatos se inscreveram pelo sistema de cotas para deficientes. Os candidatos deficientes aprovados deverão comprovar a sua condição física por meio de atestado médico, que deverá ser apresentado no ato da pré-matrícula. Uma comissão multidisciplinar analisará a documentação garantindo o direito do estudante.

Foto: Arquivo/UEL

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.