Paraná incentiva visitação a seus próprios e variados atrativos para alavancar retomada do turismo

Campanha criada pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura começa a ser veiculada neste sábado (28) em diferentes mídias, fazendo um convite para que os viajantes conheçam as diferentes belezas do Estado.

Agência Estadual de Notícias

Tem praia, tem trilha, lugar para a família, cultura e aventura. Tem emoção, comida boa, rio e lagoa. Esse é um dos trechos da trilha sonora que embala a campanha de marketing da retomada do turismo no Paraná. As peças publicitárias criadas pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura começam a ser veiculadas neste sábado (28) em diferentes mídias (televisão, rádio, jornal e internet), fazendo um convite para que os viajantes conheçam as diferentes belezas do Estado.

O setor foi um dos mais afetados pelas restrições sanitárias decorrentes da pandemia da Covid-19 e, cercado de cuidados, ensaia um novo capítulo agora, a partir do avanço da vacinação – cerca de 10,4 milhões de doses foram aplicadas no Estado.

A ideia, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, é convidar o próprio paranaense a apoiar a causa, indicando atrativos próximos que possam ser conhecidos pela família de carro, com toda a segurança possível, e visitantes de outros estados que pretendem fazer viagens aéreas curtas.

“A pandemia foi um momento de pensar em uma nova forma de promover o turismo, com destinos voltados à natureza, principalmente. O Paraná tem atrativos em várias áreas com potencial para serem explorados, como o turismo cultural, rural, gastronômico, religioso e de aventura”, disse o secretário.

A estratégia foi montada de acordo com o mais recente levantamento da Paraná Turismo. A pesquisa revelou a parcela de moradores locais que faz turismo no próprio Paraná é de 50,5%. Outros 41,5% são de outros estados e 8% são estrangeiros.

AQUECIMENTO – A retomada do turismo ganhou fôlego em julho, como foi visto no mais concorrido destino paranaense. Foz do Iguaçu, na Região Oeste, teve o maior índice de ocupação em hotéis desde setembro do ano passado, com 35,5% dos espaços com hóspedes. A cidade da fronteira do Brasil com o Paraguai e Argentina registrou, também, aumento de visitantes nos principais atrativos. Nas Cataratas do Iguaçu, por exemplo, o movimento subiu 105%, com 56.819 pessoas em julho, ante 27.739 em junho.

No Parque Nacional o acréscimo foi de 12% no comparativo do primeiro semestre de 2021 com o segundo semestre de 2020. Este ano, foram 208.360 ingressos, segundo dados do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Nos últimos seis meses do ano passado, houve 185.861 acessos.

O Complexo Turístico da Itaipu, que reúne uma série de atrativos no entorno e na usina binacional, confirmou um aumento superior a 21%. No primeiro semestre deste ano, o circuito recebeu 94.594 visitantes, contra 74.151 de julho a dezembro do ano passado.

O remodelado aeroporto de Foz registrou, de janeiro a junho deste ano, 345.207 embarques e desembarques, crescimento de 42% no comparativo com julho a dezembro do ano passado (241.765).

Programa Paraná Pay já atraiu 1,4 milhão de pessoa

O Programa Paraná Pay é outra iniciativa do Governo do Estado para estimular a retomada do setor. O Paraná Pay é voltado às empresas do setor turístico do Estado e uma nova opção para a utilização de créditos do programa Nota Paraná: o pagamento direto para estabelecimentos que oferecem serviços ou produtos de empresas cadastradas no Cadastur, como hotéis, restaurantes, pousadas, empresas de transporte.

Podem se beneficiar com a nova forma de pagamento todas as empresas que fazem parte do cadastro federal e que se certificarem nas carteiras digitais credenciadas ao Paraná Pay. Já são mais de 1,4 milhão de cadastrados concorrendo aos prêmios mensais de R$ 100 para utilização nos estabelecimentos turísticos pelo Paraná. São distribuídos mensalmente 8 mil prêmios de R$ 100, totalizando R$ 800 mil.

COMO USAR – Para utilizar os créditos é fácil: o consumidor sorteado com o voucher de R$ 100 acessa o seu cadastro pelo Nota Paraná e entra na aba turismo. Lá ele pode transferir o valor para sua carteira digital e utilizar nos estabelecimentos. 

Ao aderir ao Paraná Pay, tanto consumidores quanto os donos dos estabelecimentos precisam abrir uma conta na carteira digital Senff. Com a carteira digital Paraná Pay/Senff, o cliente tem facilidade em pagar as compras nos estabelecimentos via QR Code, em poucos segundos.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *