Paraná confirma segundo caso de varíola dos macaco

O primeiro foi confirmado domingo (3). Ambos são moradores de Curitiba. Há mais oito em investigação nos municípios de Curitiba (4), Cascavel (1), Londrina (1), Campina Grande do Sul (1) e Pinhais (1)

Agência Estadual de Notícias

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) confirmou nesta quarta-feira (6) o segundo caso de Monkeypox (conhecida popularmente como varíola dos macacos) no Paraná. Trata-se de um homem de 27 anos, residente em Curitiba, com viagem recente para a Europa. 

Já havia sido confirmado no domingo (3) outro caso de um homem de 31 anos, com histórico de viagem para São Paulo, também morador de Curitiba. Até o momento as confirmações são consideradas importadas – quando não há transmissão local.

Há ainda, outros oito casos em investigação nos municípios de Curitiba (4), Cascavel (1), Londrina (1), Campina Grande do Sul (1) e Pinhais (1). Os pacientes possuem histórico de viagem ou contato com caso confirmado.

As amostras de todos os pacientes foram coletadas e encaminhadas para o Laboratório Central do Estado (Lacen/PR), responsável pela articulação com o Ministério da Saúde para envio ao laboratório de referência para casos desta doença, em São Paulo.

A varíola do macaco é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre, principalmente, por meio de contato com lesões de pele de pessoas infectadas. A infecção causa erupções que geralmente se desenvolvem pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo. Os principais sintomas envolvem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfadenopatia, calafrios e fadiga.

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.