Skip to content

Mas não estava tudo uma maravilha?

Mirella Fontana
O LONDRINENSE

A Câmara Municipal de Londrina aprovou ontem a venda de três imóveis pertencentes à Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina (Caapsml), mas eu fico me perguntando o porquê, se até pouco mais de um mês atrás (época das eleições) estava tudo uma maravilha, as contas estavam no azul e Londrina era a melhor cidade do mundo pra se viver.

Pelo visto, o conto de fadas acabou! A cidade mais transparente do mundo assumiu a 36º posição no Índice de Transparência da Gestão Pública do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE) – despencando do quarto lugar em que estava em 2019 – e o casamento do prefeito com o servidor público está prestes a acabar após o pacotaço de final de ano, empurrado goela à baixo, sem discussões aprofundadas com quem merecia discutir seu futuro.

A cidade voltou a ter índices alarmantes de coronavírus e já beiramos as 400 mortes pela doença, os leitos de UTI estão quase lotados mas, segundo nosso alcaide, tudo está sob controle.

Mas, o que importa, é que os canteiros estão floridos e as árvores de Natal estão com as luzes piscando, não é mesmo?

Imagem: Freepik

Compartilhar:

1 comentário

  1. O que me aborrece é ver o povo babando pelo reeleito, sobrinho do co-responsável pelo rombo na Caapsmel.
    O eleitor, a eleitora precisa amadurecer e ter mais consciência política, senão a corrupção nunca vai acabar.
    Não vê que está cheio de pinóquio no meio político.
    Outra observação, JAMAIS o cidadão deve tratar as obras, as benfeitorias realizadas numa administração pública como feitos heróicos, mas como OBRIGAÇÃO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.