Skip to content

Mantenha-se alerta: pagamentos em dia garantem indenização

Por Vander Cardoso

É comum vermos reclamações por violações a direitos, principalmente quando se trata de relações de consumo. Nos seguros, voltamos a atenção para as coberturas oferecidas pelos contratos e prazos para entrega dos serviços solicitados, principalmente.

Vamos, entretanto, falar do outro lado. O das obrigações. Como clientes segurados, temos o dever de cumprir algumas dessas. Compõem o rol de obrigações dos segurados, entre outras, fornecer informações verdadeiras para o correto enquadramento do risco, agir para minimizar o total dos prejuízos na ocorrência de sinistros e, também, pagar os prêmios das apólices. Para que fique claro, o prêmio corresponde ao valor da apólice. É o preço do seguro.

LEIA TAMBÉM

Relativo à obrigação, a questão que quero levantar é sobre a responsabilidade do corretor e do segurado quanto ao controle dos pagamentos do seguro, quando há parcelamento do prêmio. Quem deve fazer o controle para que não haja inadimplência nos pagamentos e consequente perda de direitos?

Pagamentos em dia: responsabilidade de controle

Entendo que é possível atribuir essa responsabilidade a um ou a outro – corretor ou segurado. Depende do negócio que se fez. O corretor poderá ter sido contratado apenas para intermediar a compra do seguro junto à seguradora, que lhe pagará comissão pelo serviço, ou, de forma mais ampla e desejada, para administrar o contrato em nome do segurado, até o final da sua vigência.

Neste caso, o acompanhamento dos pagamentos das parcelas da apólice pelo segurado será responsabilidade do corretor que, ao perceber prestações vencidas e não pagas, deverá comunicar o segurado e, sendo o caso, encaminhar-lhe nova possibilidade de pagamento. Como corretor, vejo que o interesse da classe deva estar nesta modalidade, já que pelos serviços prestados é que poderá demonstrar seu valor e, sobretudo, distinguir-se entre os concorrentes.

As seguradoras, quando oferecem o parcelamento do prêmio do seguro, disponibilizam, geralmente, três opções; boletos, débito em conta bancária e cartão de crédito. Pela comodidade e menor risco de esquecimento, que levaria à inadimplência, aconselham-se as duas últimas. Ainda assim, tanto o débito quanto o cartão de crédito poderão levar à ocorrência de parcelas pendentes. Quando se opta pelo débito, é necessária a autorização do cliente junto ao seu banco, e quando se escolhe o cartão de crédito é possível que num ou noutro mês, dado o limite do mesmo, alguma parcela fique fora da fatura. Por isso a importância do acompanhamento.

Claro que os pagamentos em dia são condição básica para garantir atendimento e mesmo indenização. Por isso, independente da responsabilidade do segurado pelos pagamentos, evidencia-se, novamente, a importância dos serviços do corretor nas questões securitárias. Não coloque em risco seu patrimônio. Converse com seu corretor de seguros.

Vander Cardoso

Formado em Administração pela UEL e em Economia e Contabilidade pela Unopar. Pós graduado em Marketing, tem MBA em Estratégia Empresarial pela USP. Atua no ramo de seguros desde 1990, tendo sido gerente comercial em várias seguradoras, nacionais e  multinacionais. Atualmente é professor universitário e sócio-administrador da Max Line Corretora de Seguros. Fone (43) 3027-2707, cel (43) 999573708. Site: www.maxlineseguros.com.br. Instagram @maxlineseguros

Leia mais colunas Mundo Seguro

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.