Skip to content

Confira as tendências mais comentadas do mês de maio no mundo da Moda

Toda semana, diversas publicações colocam no ar as principais trends do momento. Nesse mês, duas delas têm tido destaque especial em várias das publicações especializadas, então decidi falar sobre elas: laços gigantes e a mais recente coleção da Chanel.

Big laço

Vou começar esse tópico da coluna sendo um tanto insensível e confessando que odeio laços. Especificamente em roupas e acessórios. Laços grandes, então, acho horrendos! Pra mim, pessoalmente, eles não têm razão de existir!

Laço gigante pink na passarela da Schiaparelli Foto: Divulgação

Tive um único acessório de laço na vida, um cordão muito estiloso com banho de ouro de dar inveja a qualquer joia, porém, com um pingente de… laço. Nunca consegui usar, acabei passando pra frente. Pra ser sincera? Acho laço cafona. Pra mim, laço é o tipo de enfeite que só fica bem quando usado para enfeitar embrulhos e presentes, apenas. Nunca vi um laço, nem de alta costura, que me causasse simpatia. Além desse cordão, outra coisa com laço que tive na vida foi um cinto com um tipo de pochete em couro branco (coisa de criança dos anos 1990, comprada na Mesbla) com laço e pingente de franjas. Ok, pode rir… sim, é tudo o que eu mais abomino hoje! E acho que isso define muito: laços são fofos em roupas e acessórios para crianças.

O laço gigante na coleção de Oscar de La Renta Foto: Divulgação

Mas, eu goste ou não, eles estão e estarão por aí. Apareceram em algumas das principais passarelas da temporada e são uma aposta forte das mais bombadas fashionistas de plantão. Vai durar? Não acho. Mas a tendência está aí, é igual o golpe: cai quem quer! Deve aparecer principalmente em vestidos de festa e conjuntos de top e calça.

Chanel – Punk de Butique

A outra fashionice comentada com burburinhos mais fortes desde o começo do mês é a nova coleção da Chanel, de inspiração punk – punk de butique, mas quem se importa?

Coleção Cruise Chanel 2021/22 Foto: Divulgação

Com muito preto e branco, tweed e grafismos: assim a Chanel apresentou sua mais recente coleção – divina e maravilhosa, diga-se de passagem. A Vogue Portugal chamou de “Punk Parisiense” – eu chamo de punk de butique, mas os dois eufemismos fazem sentido, já que é uma inspiração notável, mas não mais que isso: uma inspiração.

Coleção Cruise Chanel 2021/22 Foto: Divulgação

A coleção Cruise 2021, muito inspirada também no filme O Testamento de Orfeu, de Jean Cocteau, tem muito couro, franjas, tweeds e baby looks com a cara da Lola Nicon. Está tudo ali, uma revisitação à onda “moderna” de 1960 e ao punk, não tem como pensar em outra coisa olhando para essa coleção. Num resumão, é um clássico travestido de moderninho.

Coleção Cruise Chanel 2021/22 Foto: Divulgação

Calças, saias, casacos e jaquetas, todos com a modelagem e o corte impecáveis da Maison Chanel, de um jeito que faz a gente olhar e querer tudo! Até os tweeds, que eu quase desgosto. Quando vi a apresentação da coleção pela primeira vez, a defini como “quase ousada”, o que claro, só faz muito sentido se tratando de Chanel. A coleção inteira está linda, vale a pena buscar na internet para vê-la na integra.

Ana Paula Barcellos

Escritora, mocinha do medalhão persa, marketeira e pesquisadora de tendências. Trabalha com as marcas Madame B., Maria Jujuba Rock e Pinacola.

Foto: Coleção Cruise Chanel 2021/22 – Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.