Skip to content

Como a atriz de Maid foi escolhida para ser embaixadora da Chanel e o que isso tem a ver com moda e com livros também

Por Ana Paula Barcellos

Não conheço uma mulher que tenha assistido a série Maid (Netflix) e não tenha se identificado ou sido afetada pela série. A atração, que conta a historia de uma mãe tentando sair de um relacionamento abusivo e recomeçar a vida com a filha pequena toca nas feridas de muitas de nós.

O que muita gente não sabe é que a atriz principal, Margareth Qualley, é a nova embaixadora da Chanel. Depois do destaque e grande sucesso com essa personagem, Qualley foi chamada para integrar o time que representa a Maison e para participar do projeto  Les Rendez-vouz littéraires rue Cambon (ou Os encontros literários da rua Cambon, em tradução literal), criado pela diretora artística da marca e que resgata o legado literário da própria Chanel. O tema de 2021 é “emancipação feminina” – tudo a ver como o tema abordado pela série, né?

Foto: Instagram @margaretqualley

Gravados em vídeo, os encontros já estão no quinto episódio, que foi intitulado Dans la bibliothèque de Margareth Qualley (Dentro da biblioteca de Margareth Qualley). Nele, a atriz fala sobre sua relação com os livros e como a leitura influenciou na formação de sua personalidade e ajudou a desenvolver sua criatividade.

Chanel era sabidamente ligada às artes e à literatura, e criou uma tradição literária que teve continuidade com Karl Lagerfeld e cujo objetivo tem sido, desde então, resgatar a obra de escritoras que ficaram no passado e apresentar os novos talentos, ajudando a dar visibilidade para a nova geração de escritoras – os próprios encontros têm servido como palco para o aparecimento de novas vozes literárias.

Foto: Instagram @margaretqualley

Esse movimento, a meu ver, também chama atenção para o fato de que a moda, as coleções incríveis que a gente vê saindo dos ateliês de grandes grifes como a Chanel, têm uma base artística muito mais profunda, e têm muito mais a ver com um grande estoque de referências artísticas e estéticas, que por sua vez estão ligadas a formas únicas de ver o mundo. Para ser uma criadora intensa e incrível como Chanel, também é preciso ter um vasto conhecimento das coisas belas e interessantes que são capazes de formar o intelecto e encher a alma.

Foto: Instagram @margaretqualley

Sem contar a questão do engajamento. Colocar como embaixadora e porta voz da marca uma atriz que ajudou a chamar atenção para um roteiro que fala da luta de uma mãe para dar uma vida digna para sua filha e ter independência suficiente para não depender de um parceiro tóxico, é uma mensagem potente. Mulheres falando sobre mulheres para mulheres e incentivando novos olhares, novas perspectivas e novos fazeres. Moda também é sobre isso e muito mais.

Veja o episódio:

Ana Paula Barcellos

Escritora, designer de joias artesanais, marketeira e pesquisadora de tendências. Trabalha com as marcas Pinacola e Ana Diana.

Foto: Maid/Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.