Skip to content

SouLondrina: inscrições para a seleção de novos souvenirs criativos sobre Londrina vão até dia 7

Quarta edição do projeto: vai capacitar empreendedores para a criação de produtos com a identidade da cidade

O LONDRINENSE com assessoria

Foi lançada a quarta edição do projeto SouLondrina, que visa apoiar a criação de souvenirs da cidade, com identidade, inovação e criatividade, gerando oportunidades de negócios para pequenos produtores locais. Os interessados em participar do desenvolvimento de novos produtos que caracterizem a história e a identidade de Londrina poderão se inscrever, gratuitamente, pelo site Visite Londrina, até dia 7 de setembro.

LEIA TAMBÉM

O SouLondrina é uma ação coordenada pelo Sebrae/PR, Visite Londrina Convention Bureau e Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), que tem o apoio das governanças de Turismo e do setor de Economia Criativa, o Lavi, e de diversas entidades que integram o Comitê Gestor do projeto. A iniciativa, que nasceu em 2015, contribuiu para a criação de mais de cem produtos diferentes.

SouLondrina: profissionais de várias áreas

Podem se inscrever profissionais de artes visuais, artesanato, design, assim como fabricantes de alimentos e bebidas. Os produtos podem ser artesanais ou industrializados.

Após a seleção, os profissionais passarão por uma série de capacitações e consultorias oferecidas pelo Sebrae/PR, que incluirão conhecimentos gerais sobre Londrina, uma etapa para a criação do souvenir, além de oficinas de precificação, marketing e vendas. Os produtos entregues passarão por uma curadoria e, na primeira semana de novembro, será divulgada a lista dos aprovados. O lançamento dos souvenirs para o mercado será no início de dezembro.

A consultora do Sebrae/PR Leda Terabe destaca a importância do projeto para os setores de turismo e da economia criativa, com a produção de souvenirs para serem ofertados aos visitantes como parte da experiência turística. Ao mesmo tempo, o SouLondrina estimula a geração de emprego e renda entre os produtores, contribuindo com o fomento do empreendedorismo local.

“Os candidatos precisam ter um CNPJ ou estarem formalizados até o final do processo de criação do produto. Então, conseguimos movimentar dois setores que alavancam a economia de Londrina”, destaca.

O presidente da Codel, Alex Canziani, lembra que Londrina completará 90 anos em 2024 e precisa investir em uma marca que eternize essa data tão importante e simbólica.

“Recebemos muitos empresários e visitantes e faltam produtos com a identidade de Londrina, de bom gosto, acessíveis e de qualidade, para serem ofertados”, aponta Canziani.

A presidente do Visite Londrina Convention Bureau, Hérika Galli, afirma que a cidade possui uma alta demanda por souvenirs criativos. Segundo ela, o município precisa de um catálogo maior e mais variado de produtos para levar um pedacinho de Londrina para várias partes do Brasil e do mundo.

“O Convention vai ser um dos pontos de venda, mas teremos um catálogo para que qualquer estabelecimento comercial possa ter acesso direto aos produtores para comercializar os souvenirs”, explica.

Porta-chaves: souvenir à venda dentro do projeto SouLondrina

A arquiteta e artista plástica Mariana Galera participou das três edições do SouLondrina e vai se inscrever para a quarta edição. Ela possui uma ampla linha de souvenirs criativos de Londrina, que vão desde peças de porcelana e vidro – como xícaras, pratos e canecas -, quadros, chaveiros, botons e ímãs, até naninhas do mascote do time da cidade, o Tubarão.

“Todo o acompanhamento que o Sebrae faz com a gente, por meio das capacitações e mentorias, nos ajudam muito na criação de produtos legais, criativos e vendáveis”, relata.

A linha de produtos sobre Londrina representa uma significativa fatia do portfólio de Mariana. Segundo ela, a procura é grande e abrange desde pessoas de fora, que desejam levar algo como lembrança, até aquelas que moram na cidade e querem ter as peças em casa. Os itens são comercializados no ateliê da artista, que fica na Rua Paranaguá, nº 1.870, no centro de Londrina, e em outros pontos de venda.

Os novos souvenirs poderão ser vendidos em pontos exclusivos já aprovados pela coordenação do projeto, além de lojas, hotéis, restaurantes, eventos, feiras, sites e aplicativos que se interessarem pelos produtos via catálogo e fizerem contato direto com os produtores.

Foto: Divulgação

LEIA TAMBÉM:

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.