Skip to content

Secretaria de Saúde libera para toda população a vacinação da gripe

A partir desta terça-feira (16), todos os moradores de Londrina com mais de 6 meses de idade poderão receber o imunizante contra o vírus Influenza em qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde

O LONDRINENSE com assessoria

A partir desta terça-feira (16), todos os moradores de Londrina com mais de 6 meses de idade poderão receber a vacina contra o vírus da gripe. O imunizante está sendo aplicado em todas as Unidades Básicas de Saúde do município, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Não é necessário agendar horário para receber o imunizante, pois a aplicação está sendo feita por livre demanda.

Segundo o secretário de Saúde, Felippe Machado, há 80 mil vacinas contra o Influenza no estoque da Prefeitura de Londrina. “Nós temos hoje algo em torno de 80 mil vacinas em estoque na nossa central e estamos descentralizando para todos os postos, para atender a demanda, de modo que nesta terça-feira, a partir das 7h todas as unidades já vão estar com as vacinas em estoque e aptas a atender a população”, falou o secretário de saúde.

Em Londrina são 436.584 pessoas acima de 6 meses que podem receber a vacina. Até o momento, a Secretaria de Saúde conseguiu vacinar 34,9% da população apta, em que foi necessária a aplicação de 70.634 doses. Novas doses do imunizante devem ser enviados ao longo das próximas semanas pela Secretaria de Estado de Saúde do Paraná (SESA).

No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, 21 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe. A vacina aplicada nacionalmente é trivalente, que protege contra os três tipos de cepas virais mais comuns no hemisfério sul. São elas: H3N2 Darwin, (causadora da epidemia de janeiro); H1N1 (que é a mais conhecida) e a Victoria B. Ela é produzida pelo Instituto Butantan. A estratégia de vacinação contra a influenza faz parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI) desde 1999.

A vacinação contra a influenza ajuda a diminuir a carga viral e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da gripe, reduzindo os sintomas, as internações, as complicações e os óbitos. Dessa forma, acaba amenizando a sobrecarga sobre os serviços de saúde. A transmissão do vírus ocorre principalmente de pessoa para pessoa, por meio de gotículas respiratórias produzidas por tosse, espirros ou fala da pessoa infectada para uma pessoa suscetível. Entre os sintomas mais comuns estão aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores
musculares, tosse, dor de garganta e fadiga. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização.

Onde se vacinar – A vacinação contra a gripe acontece, de forma descentralizada, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). A recomendação é que a população procura sua unidade de referência ou a mais próxima de sua residência. Quem não souber o endereço pode conferir no site da Prefeitura de Londrina (clique para ver a lista de UBS).

Foto: Vivian Honorato/N.COM

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.