Skip to content

Projeto piloto da UEL, Nuavidem pode alcançar outros municípios do Paraná 

Núcleo irá funcionar prestando apoio jurídico e psicológico às vítimas que procuram a Delegacia da Mulher

Agência UEL

Estratégia inédita de enfrentamento à violência contra a mulher no Paraná, o Núcleo de Atendimento de Violência Doméstica na Delegacia da Mulher – Nuavidem, projeto de extensão criado na Universidade Estadual de Londrina (UEL), poderá ser levado para outros municípios do estado. É o que avaliaram autoridades que compõem a rede de enfrentamento à violência doméstica presentes no evento de lançamento do Núcleo, na sexta-feira (14). O Nuavidem irá funcionar prestando apoio jurídico e psicológico às vítimas que procuram o atendimento na Delegacia da Mulher de Londrina e conta com o financiamento da Secretaria Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti).

LEIA TAMBÉM

Muito emocionada com a concretização da iniciativa, a idealizadora e coordenadora do Nuavidem, a docente da UEL Claudete Canezin, destacou que o Núcleo irá contar com uma equipe formada por sete profissionais atuando ao lado dos servidores da Polícia Civil do Paraná (PC/PR). “Agora, com o Nuavidem, duas advogadas e três alunas do Direito e duas da Psicologia vão atender essa mulher, vão falar para ela sobre o Botão do Pânico, sobre a medida protetiva e sobre as ações que ela pode solicitar, de divórcio, alimentos, guarda, visita e partilha de bens”, explicou a coordenadora.   

Integram a equipe as advogadas Laise Fabiana Soares e Renata Possobom Molina, as estudantes de Direito da UEL Maria Luísa Padovan, Tainá Cristina de Souza Eurinidio e Giulia Carnietto Souza, e as estudantes do curso de Psicologia Ana Luísa Galleli Campos e Laura Antunes Cortez. 

O evento de lançamento foi realizado no Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos (EAAJ) da UEL e contou com a presença de dezenas de autoridades e integrantes da rede de enfrentamento à violência, dentre elas a secretária de estado da Mulher, Igualdade Racial e Pessoa Idosa, a deputada estadual Leandre Dal Ponte (PSD). “É extremamente importante, por isso o governador me designou que viesse até aqui para acompanhar esse projeto, porque entendemos que ele tem capacidade de poder ser escalado para as demais delegacias do nosso estado. A UEL está de parabéns por essa iniciativa”, disse a secretária. Atualmente, o estado conta com 21 delegacias especializadas no atendimento às vítimas de violência doméstica. 

Em sua fala, a delegada da Mulher de Londrina, Carla Gomes de Mello Villar, destacou que o enfrentamento do fenômeno social da violência doméstica vem surtindo efeitos, no entanto, ainda demanda muitos esforços. Ela informou que, somente em Londrina, 2.359 homens são alvos de medidas protetivas. 

Em seu pronunciamento, a reitora Marta Favaro afirmou que a Universidade Estadual de Londrina tem orgulho do trabalho desempenhado por seus docentes e alunos. “Fica um agradecimento especial à toda equipe da professora Claudete, que muito nos orgulha com esse trabalho”, disse.

Reitora parabenizou trabalho das equipes à frente dos núcleos de atendimento à mulher em Londrina (Fotos: André Ridão/Agência UEL).

LEIA TAMBÉM

Também estiveram presentes as vereadoras Lenir de Assis (PT), Mara Boca Aberta (PR) e Sonia Gimenez, que ocupa o cargo de procuradora da Mulher da Câmara Municipal de Londrina, e a secretária municipal de Políticas Para as Mulheres de Londrina, Liange Doy Fernandes. Procuradora Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), a deputada estadual Cloara Pinheiro (PSD) também esteve presente e saudou a iniciativa, comprometendo-se em atuar pela sua expansão.

Ainda estiveram presentes a coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça, desembargadora Ana Lúcia Lourenço; a chefe da Divisão de Polícia Especializada das Delegacias da Mulher, Luciana de Novaes; a promotora de Justiça da Vara de Violência, Amarílis Ernandes Picarelli Cordioli, e a juíza do 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar em Londrina, Claudia Andrea Bertolla Alves.

Foto: Freepik

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.