Skip to content

Instituto Para Sempre Luna realiza encontro de acolhimento para pais que perderam seus filhos

Evento será na próxima quarta-feira (9), no Londrina Norte Shopping

O LONDRINENSE com assessoria

O Dia dos Pais será comemorado no Brasil no dia 13 de agosto e, embora a data seja marcada para presentear e homenagear esses heróis, grande parte das pessoas se esquece de que muitos deles despediram-se dos filhos de maneira precoce. Pensando nisso, o Instituto Para Sempre Luna realizará um encontro de acolhimento para que os pais tenham a oportunidade de compartilhar suas dores e traumas com outros que passaram por situações semelhantes. O encontro será na próxima quarta-feira (9), das 19h30 às 21h30, no Teatro do Clubinho do Londrina Norte Shopping. A entrada é gratuita.

LEIA TAMBÉM

“Precisamos ressignificar a data. Claro que o Dia dos Pais sempre será um dia para presentear e homenagear nossos pais, mas, precisamos pensar naqueles pais que perderam seus filhos durante a gestação ou recém-nascidos, que, muitas vezes, não tiveram a oportunidade de pegá-los em seus braços”, afirma Iza Simão, presidente do Instituto Para Sempre Luna. De acordo com ela, grande parte dos homens, mais do que as mulheres, guarda para si as dores e traumas da perda de seus filhos. “Por isso criamos um ambiente seguro e confortável de compartilhamento”, ressalta.

Iza considera que “nenhum pai deveria sentir a dor de se despedir precocemente de um filho ou filha”. “Além disso, uma vez pai, sempre pai. Só que, infelizmente, a gente ainda não tem no vocabulário uma palavra que identifique o pai que perdeu o filho. Quando o filho perde o pai, ele se torna órfão. E o contrário?”, observa. “Talvez por isso seja sempre um tabu falar desse assunto. Daí a importância de criarmos canais de acolhimento”, completa Iza.

Instituto Para Sempre Luna

O Instituto Para Sempre Luna é uma associação sem fins lucrativos que tem por objetivo realizar ações de assistência social, de saúde, educação e defesa dos direitos relacionados ao luto parental, em especial, ao luto gestacional, perinatal ou neonatal. O objetivo é atender pessoas que passam por perdas gestacionais, perinatais e neonatais, pessoas empáticas à causa e profissionais de saúde que lidam com o processo do luto, atuando também na contribuição da formação, realizando palestras, rodas de luto, entre outros projetos.

LEIA TAMBÉM – Dica Filosófica

Foto: Pixabay

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.