Lançamentos da semana na TV e no cinema


Temos na semana vários lançamentos de menor peso, por isso vamos ficar com dois destaques da semana passada, o terrorífico American Horror Story: Double Feature e o leve, divertido e tecnológico Free Guy – Assumindo o Controle.

American Horror Story: Double Feature


A décima temporada da icônica série de terror começa do mesmo jeito que a maioria das outras temporadas; família se muda para cidade pequena e fria habitada por pessoas estranhas. Mas, desta vez, não teremos fantasmas ou serial killers.

A família Gardner, constituída pelo pai roteirista, a mãe designer de interiores e a filha musicista, a clássica família americana, muda-se para a bucólica Provincetown, área de Cape Cod famosa por receber artistas em busca de inspiração. Ryan Murphy, próprio produtor da série, já declarou que é frequentador do local.

Logo no primeiro episódio percebemos as referências a Stephen King, não há como não se lembrar de Jack, de O Iluminado. Double Feature também é uma metáfora à pandemia. Na cidade quase deserta, a família começa a ser perseguida por doidos com dentes afiados e é forçada a se isolar na casa sombria. Além das ameaças de lá de fora, são obrigados a conviver com as próprias neuroses e paranoias, assim como nós. Em exibição no Star Plus, novo streaming da Disney exclusivo para a América Latina. Imperdível para os fãs de terror.

Free Guy – Assumindo o Controle

O novo filme de Shawn Levy (Uma Noite no Museu – 2006, 2009, 2014) é criativo, engraçado e quase filosófico. Nos primeiros minutos do filme nos sentimos completamente confusos, como se estivéssemos alcoolizados e nada faz sentido, tudo é apenas divertido ou terrivelmente dramático (dependendo do estado emocional do bêbado). Mas, com o desenrolar da trama tudo começa a fazer sentido.

O roteiro se desenvolve em dois mundos paralelos e os efeitos visuais do filme são tão interessantes que nos sentimos conectados emocionalmente nos dois mundos. E nesse ir e vir entre as duas realidades questionamentos são levantados, mesmo que de maneira sutil: a matrix em que vivemos, o vício em jogos, a fuga da realidade, os perrengues da vida adulta…

Estrelado pelo carismático Ryan Reynolds (Deadpool – 2016, 2018), Free Guy surpreende também pela interpretação de Jodie Comer (Killing Eve – 2018) que nos faz rir e nos emociona com suas duas personagens hilárias. Em exibição nos cinemas da cidade. Assista para dar gargalhadas.

Marcelo Minka

Graduado em licenciatura em Artes Visuais, especialista em Mídias Interativas e mestre em Comunicação com concentração em Comunicação Visual. Atua como docente em disciplinas de Artes Visuais, Semiótica Visual, Antropologia Visual e Estética Visual. Cinéfilo nas horas vagas.

Foto: Free Guy/Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *