Justiça determina que plataformas de streaming retirem filme de Gentili do catálogo

Ministério da Justiça determinou a retirada do filme sob pena diária de R$ 50 mil

Mirella Fontana
O LONDRINENSE

Desde o último domingo, o nome de Danilo Gentili e Fabio Porchat figuram entre os assuntos mais comentados da internet e vem sendo alvo de acusações de incentivo à pedofilia pelo filme “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola”.

Em 2017, quando o filme foi lançado, Porchat já havia sido criticado devido a uma cena de cunho sexual, agora o assunto voltou a tona num contexto político, já que apoiadores de Jair Bolsonaro resolveram criticar a produção.

Na manhã de hoje, o Ministro da Justiça, Anderson Torres, compartilhou em seu twitter a medida publicada no Jornal Oficial da União que determina a retirada do filme das plataformas Netflix, Telecine, Globoplay, YouTube, Apple e Amazon.

1 - Reprodução / Diário Oficial da União - Reprodução / Diário Oficial da União
Despacho do Diário Oficial da União sobre o filme “Como se tornar o pior aluno da escola”
Imagem: Reprodução / Diário Oficial da União

Também no Twitter o apresentador Danilo Gentili postou a seguinte resposta:

https://twitter.com/DaniloGentili/status/1503738383025295368
Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.