Juros baixos exigem novo perfil para investir

Mercados de ações pode ser melhor opção de investimento nesse momento político-econômico do Brasil

Equipe O LONDRINENSE com assessoria

O cenário econômico brasileiro vive um período de transição, marcado pela chegada ao governo de um presidente que nunca teve experiência no Executivo. Tal situação gera “ruídos” e provoca volatilidade no mercado financeiro, com quedas na Bolsa e altas do dólar.

A médio e longo prazo, porém, a tendência é de redução na instabilidade, preparando o país para o crescimento. Neste contexto, investidores que conhecem o mercado e contam com uma boa assessoria de investimentos vão encontrar o ambiente perfeito para prosperar. 

Esse foi o tom da palestra “Cenário econômico e seus investimentos”, promovida pela Bravus Investimentos, escritório credenciado da XP Investimentos em Londrina, com Paulo Lowndes Dale e Alesandro Arlant, da gestora independente de recursos Dhalia Capital.

A Dhalia tem conquistado resultados surpreendentes. Nos últimos 11 meses, por exemplo, alcançou rentabilidade de 26,7%, um índice muito superior aos investimentos de renda fixa e até mesmo à Bolsa de Valores. Com uma experiência de 23 anos no mercado financeiro, tendo passado por instituições como Santander Asset, Votorantim Asset, IBM e bancos com Santander e HSBC,  Dale destacou que, independentemente do cenário político, o mercado financeiro passa por uma mudança de paradigmas pautada pelos juros baixos. “Quem quer ter rentabilidade precisa sair da zona de conforto do CDI”, avisa. 

Por isso, ambos recomendam conhecer o mercado de ações. “Com juros baixos por muito tempo e a retomada gradual da economia, em um horizonte de médio prazo a bolsa é a melhor opção de investimento”, afirmam.

Para entrar nesse universo, porém, é preciso ter visão de médio e longo prazo e buscar assessorias de investimentos que identifiquem opções adequadas ao perfil do investidor. “Há fundos mais agressivos e outros mais amenos em termos de riscos. O importante é ter orientação de assessores com expertise para encontrar as melhores opções. E esta pessoa raramente está nos bancos”, analisou. 

Dale e Arlant reforçam que, em uma conjuntura de juros baixos, o brasileiro terá que mudar a forma de investir. “A educação financeira é essencial para orientar os investimentos. É preciso ser especialista para compor uma boa carteira”, opinaram. 
Ao contrário do cenário de especulação e fraudes que rondavam a Bolsa de Valores nos anos 1980, os especialistas esclareceram que a conjuntura, hoje, é de total transparência. “O Brasil mudou. Hoje temos um cenário transparente e de liquidez, não há motivo para ter medo”, afirmam.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *