Skip to content

Nvidia: Da GPU ao AI-U, uma jornada rumo à inteligência artificial

Por Robson Moretão

Quando pensamos em tecnologia de ponta e sua integração no nosso dia a dia, poucas empresas vêm à mente tão prontamente quanto a Nvidia. Conhecida inicialmente como a pioneira das placas de vídeo para jogos, essa gigante do mundo da computação tem se reinventado ao longo dos anos, se estabelecendo não apenas como uma marca gamer, mas como uma potência no desenvolvimento de inteligência artificial (IA).

LEIA TAMBÉM

O que começou como uma empresa dedicada a trazer gráficos 3D para o universo dos jogos, evoluiu para uma força impulsionadora por trás da revolução tecnológica que estamos testemunhando hoje. Ao olhar para o relatório fiscal mais recente da Nvidia, fica claro que eles não estão apenas nadando em águas tranquilas; eles estão navegando em um oceano de oportunidades.

No entanto, para entender como chegamos a esse ponto, é crucial dar uma olhada no caminho que a Nvidia percorreu. Desde o lançamento do NV3 em 1997 até a emblemática GeForce 256 em 1999, a empresa estabeleceu seu domínio no mercado de placas de vídeo, moldando o panorama dos jogos para sempre.

Nvidia viu o potencial além dos games

Mas a verdadeira virada veio quando a Nvidia reconheceu o potencial além do mundo dos games. Enquanto os jogadores continuavam sendo uma parte fundamental de seu sucesso, a empresa expandiu seus horizontes para a computação de alta performance e, mais recentemente, para a inteligência artificial.

A sinergia entre os gamers e a computação de alta performance é evidente. As mesmas tecnologias que impulsionam gráficos de última geração em jogos podem ser aplicadas em uma miríade de indústrias, desde a modelagem 3D até aplicações de CAD e cálculos complexos na indústria petrolífera.

O avanço da IA nos últimos anos trouxe à tona recursos como o Deep Learning Supersampling (DLSS) e o Gerador de Quadros, que não só melhoram a experiência de jogo, mas também abrem portas para aplicações inovadoras em outros campos.

Pioneira das placas de vídeo para jogos, a Nvidia agora busca se tornar uma potência no desenvolvimento da inteligência artificial
Jensen Huang, o CEO da Nvidia – Foto: Nvidia

Recentemente, Jensen Huang, o CEO da Nvidia, proclamou que a empresa não é mais apenas uma empresa de gráficos, mas sim uma empresa de IA. Essa afirmação pode ter deixado alguns jogadores descontentes, mas é um testemunho do compromisso da Nvidia com a inovação e a evolução constante.

No entanto, o futuro reserva desafios e oportunidades igualmente grandes. Com a crescente competição no mercado de IA, a Nvidia não pode se dar ao luxo de descansar sobre os louros. Gigantes como Amazon e Microsoft estão entrando no jogo, o que significa que a batalha pela supremacia na IA está apenas começando.

Então, o que isso significa para o futuro dos jogos? Bem, para os jogadores, isso pode significar uma nova era de experiências imersivas e inovadoras, impulsionadas pela inteligência artificial. Imagine jogos que se adaptam dinamicamente ao seu estilo de jogo, ou NPCs que aprendem e evoluem com você ao longo do tempo. O potencial é verdadeiramente emocionante.

No entanto, para que isso se torne uma realidade, é crucial que os jogadores se envolvam e apoiem o desenvolvimento contínuo da IA. Seja experimentando novas tecnologias, fornecendo feedback construtivo ou simplesmente acompanhando as últimas tendências, cada um de nós tem um papel a desempenhar nessa jornada emocionante em direção ao futuro dos games.

Então, vamos embarcar nessa jornada juntos e moldar o futuro dos jogos com inteligência artificial.

Se você está tão animado quanto eu com o potencial da IA nos games, compartilhe suas ideias nos comentários abaixo e vamos continuar essa conversa! O futuro está chegando, e juntos, podemos torná-lo ainda mais incrível.

Robson Moretão

Mais que um passatempo, os games preparam para o futuro profissional. Há boas vagas de empregos tecnológicos para talentos gamers

Um maluco por games desde sempre – há mais de 30 anos! Sou fissurado em histórias incríveis, desafios “impossíveis” e gráficos realistas. Aqui, na minha coluna, vou falar sobre o avanço desta indústria fantástica e seus desdobramentos. Ah, e se quiser ficar por dentro das últimas novidades dos games e e-sports diariamente, cola comigo nas minhas redes sociais: TwitterTiktok, e Instagram

Foto: Nvidia

Leia todas as colunas sobre Games

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.