Skip to content

Seu Dia a Dia – O salário mínimo e sua relação com dólar. Entenda

O salário mínimo atual equivale a quantos dólares? No final do texto, vai saber.

Em 1994, trabalhava com vendas, na época de faculdade e recebia um salário em torno de 2,5 notas de R$ 100 (R$ 250,00), equivalente a quase 4 salários mínimos (valor na época R$64,79).

Como o dólar naquele período era de R$ 0,829, o salário mínimo correspondia em torno de 79 dólares, então a remuneração era de 300 dólares.

Isso me fez lembrar de uma situação bastante curiosa, na época, ainda estudante e morando em república, para manter as contas em dia e sobrar algum dinheirinho para gastos pessoais. Juntamente com um colega de trabalho fomos pleitear um aumento no salário para 500 dólares, pois julgávamos que era importante alcançar esse valor.

Naquele tempo, muitas contas eram realizadas em função da cotação da moeda americana e no final a gente desejava saber quanto seria o salário em dólar.

Por isso, o salário mínimo em reais e a cotação do dólar, relacionado, foi sempre uma conta realizada simultaneamente ao longo dos tempos.

Em relação ao valor do salário mínimo em dólar, o maior pico, foi na casa dos 360 dólares (divisão do salário mínimo pela cotação da moeda americana) que ocorreu no ano de 2012, uma vez que o dólar oscilava entre R$ 1,80 a R$ 2,00.

Como complemento, o valor mais baixo do salário mínimo em dólar foi no final do ano de 2002 e início de 2003, em torno de 50 a 60 dólares, considerando cotação na casa dos R$ 3,00.

Eis a resposta da pergunta inicial, para comparação, hoje o valor do salário mínimo de R$ 1.045,00 na cotação atual de R$ 5,60 é próximo de 190 dólares. Acertou quem pensou esse valor.

Assim, para uma melhor compreensão, o salário mínimo variou de R$ 64,79 para R$ 1.045,00, um aumento de 15 vezes, enquanto o dólar, de R$ 0,829 a R$ 5,60, um aumento de quase 6 vezes.

E para curiosidade, uma questão mais técnica, o valor do salário mínimo é reajustado com base no INPC (índice nacional de preços ao consumidor /IBGE) do ano anterior somados com o PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes.

Tudo isso me fez refletir em como foi bom a época da faculdade e da república.

Fica a informação. Uma ótima semana! Gratidão

Cláudio Chiusoli

Professor de Administração na UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste /PR. Economista formado pela UEL. Pós-doutor em Gestão Urbana pela PUCPR. Facebook: fb.me/claudio.luiz.chiusoli
Instagram: @claudio.chiusoli
Linkedin: https://br.linkedin.com/in/claudio-chiusoli-50819531
Mande sua sugestão ou dúvidas para prof.claudio.unicentro@gmail.com. Acompanhe meu canal do 

Foto: Pixabay

Compartilhar:

1 comentário

  1. Pois é, mas nesta época meu pai como metalúrgico ganhava em torno de 8 a 10 salários mínimos, e hoje tá difícil conseguir 2 salários mínimos, ou seja se o mínimo dobrou em reação ao dólar, o número de mínimos que se recebia antes para uma atividade caiu a um quarto, logo se ganha algo próximo a metade daquilo que se ganhava.
    Fácil perceber isso, meu pai criando 4 filhos e minha mãe sendo do lar, conseguiu comprar terreno e fazer uma casa, hoje um terreno no fim do mundo custa por volta de 100 salários, mais de 8 anos de salário mínimo. Brasileiro tá mais lascado que nunca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.