Diário de Quarentena: Começo aonde termino!

Gostaria imensamente desse ser o último Diário de Quarentena, mas ainda não é possível… E para quem me pergunta: “mas você não fala só de arte na coluna”? Devo lembrar que nenhum artista “ESTÁ” artista, ele “É” e sempre será artista! Então , tudo o que acontece na vida de uma pessoa que escolheu (ou foi escolhido) pela criação, sempre terá a visão do mundo através da arte.

E às vezes, o mundo pesa: outro museu pega fogo! Mais uma pedaço enorme da nossa história vira cinzas! Mais pessoas e vidas são afetadas pela covid e, se isso não for suficiente, ainda tivemos e teremos ondas de muito frio! E, como escreveu o jornalista e cronista Antônio Mariano Junior, “Deus, volta a ser brasileiro”! 

Foto: Acervo Pessoal

Lógico que sabemos que tudo o que está acontecendo é obra e graça da nossa CRIAÇÃO! A criatividade é amoral, você pode criar uma obra magnífica que incentive as pessoas a melhorarem ou pode criar uma bomba atômica! Custa muito para o ser humano parar de destruir tudo o que ele toca? Daí falam que nós, os artistas, somos loucos! Sério!?

Nunca tive tanta consciência de como somos equilibrados quanto agora e tenho raiva de governos ridículos que tiram das pessoas a chance de fazer ou ter a arte nas suas vidas! Primeiro tiram os meios de sobrevivência, a segurança, a paz , a comida… Depois os livros, a educação, o teatro, a literatura, as artes plásticas, a dança, a poesia… É como se tirassem o corpo e não satisfeitos tiram a “alma” também!

Foto: Acervo pessoal

Quem são os que “tiram”? São os que as pessoas colocam o poder de vida e morte na mão, gente corrupta, limitada, loucas pelo poder e dinheiro, e usam isso como se fosse “deles” e não resultado do sangue e suor de muitos!

Até quando vamos permitir que gentalhas tirem nossa comida, nosso direito de aprender, nossos sonhos, nosso dinheiro, nosso poder de escolha e, nesses tempos obscuros, nossa vida!

Sabe porque assim como muitos brasileiros, artistas, não desistem? Porque apesar de tudo, e acima de tudo somos rebeldes e nunca vamos permitir que roubem nossa identidade como seres humanos e criadores e nem nossa maior ligação com o divino!

Foto: Acervo pessoal

Até quando vamos permitir toda essa violência e destruição do maior patrimônio do país: as pessoas! Pintar limpa a alma, mas às vezes é preciso escrever… Eu começo na arte e termino na arte… Ainda e sempre uma válvula de escape, uma fortaleza em tempos sombrios, realidades que ultrapassam o tempo… Nascemos para criar…Será que não está na hora de criarmos um mundo muito melhor? Vocês acreditam que somos capazes disso? Eu acredito!

Carpe diem!

Angela Diana

Foto: Ana Paula Barcellos


Sou londrinense e me dedico à arte desde 1986 quando pisei pela primeira vez no atelier de Leticia Marquez. Fui co-fundadora da Oficina de Arte, em parceria com Mira Benvenuto e atuo nas áreas de pintura, escultura, desenho e orientação de artes para adolescentes e adultos.

Foto: Acervo pessoal

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *