Skip to content

OSUEL abre a 43ª edição do FIML com ícones da música sinfônica

O Festival Internacional de Música de Londrina, que começa neste domingo e vai até o dia 16 de julho, terá foco na formação pedagógica do músico

O LONDRINENSE com assessoria

A Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL) abre, neste domingo (9), a 43ª edição do Festival Internacional de Música de Londrina (43º FIML), sob a regência do maestro italiano, Massimiliano Carraro.

LEIA TAMBÉM

O concerto “A Arte de Música Sinfônica” traz no programa três composições que fazem parte do repertório das grandes orquestras mundiais e três dos compositores mais importantes, entre o final do século XVIII e os primeiros anos do século XIX: Mozart, Rossini e Beethoven. 

“A escolha desta programação pelo maestro Massimiliano, objetiva a aproximação de todos do repertório sinfônico, através de compositores icônicos”, comenta o vice-presidente da Associação de Amigos do Festival, o músico, Eduardo Assad Sahão.

Com início às 20h, no Teatro Universitário Ouro Verde, o concerto da OSUEL traz a Abertura da ópera, “As Bodas de Fígaro” (KV. 492), de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791); a Abertura de “L’Italiana in Algeri”, do compositor Gioachino Rossini (1792-1868) e fechando, a Sinfonia nº 3 (Op. 55), Mi b Maior – “Heroica”, de Ludwig van Beethoven (1770-1827).

FIML eflete a formação do artista

A partir de segunda-feira (10) começa a programação do Palco Pedagógico. Os espaços que apresentarão os concertos, recitais, shows, vivências e lançamentos de livros interativos serão o Teatro Universitário Ouro Verde, o Teatro da Associação Médica de Londrina, o Cultural Hall, livraria Olga e o Calçadão Central de Londrina. Toda a programação se encontra no site do 43º FIML e as apresentações não gratuitas estão na plataforma Sympla para aquisição dos ingressos.

LEIA TAMBÉM

Eduardo Assad Sahão explica que nesta 43ª edição do festival, o palco está voltado para a formação pedagógica tanto dos alunos e bolsistas, quanto do público. “A programação artística deste ano tem a intenção de unir estudantes e plateia às mais diversas manifestações musicais, entendendo sua prática de forma integral e sem fronteiras de estilos: do choro ao clássico, do jazz ao samba, do rock ao rap. Isso é emblemático” e complementa “os estudantes e bolsistas do 43º FIML terão a oportunidade de vivenciar performances dentro e fora do palco, que serão parte integrante de suas trajetórias musicais no futuro”.

Maximiliano Carraro

Nos anos 80, atuou como maestro colaborador na Escola de Aperfeiçoamento para artistas líricos do Teatro alla Scala de Milão e , de 1990 a 1997, como maestro substituto de seu coro, tendo a oportunidade de colaborar com grandes nomes do universo sinfônico, como Claudio Abbado, Riccardo Muti, Karlos Kleiber, Lorin Maazel, sir Georg Solti, Miung Wung Chung, Wolfgang Sawallisch, Gianandrea Gavazzeni e Riccardo Chailly.
Em 1999, foi maestro do coro do Teatro Carlo Felice de Gênova. Atualmente, é o maestro responsável pelos videolibretos do Teatro alla Scala de Milão e docente de música de câmara na Academia de Formação do Teatro alla Scala.

OSUEL

A Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina, primeira orquestra sinfônica profissional do Paraná, foi criada oficialmente em 14 de março de 1984, na gestão do Reitor Dr. Marco Antonio Fiori. É formada por músicos profissionais contratados mediante concurso público e a incumbência de iniciar este trabalho coube ao Maestro Othônio Benvenuto, que já em 1978 realizava as primeiras experiências com um pequeno grupamento instrumental intitulado “Conjunto Música”. Sucedendo ao trabalho pioneiro de Benvenuto, a OSUEL foi dirigida pelos maestros: José Gramani, Cláudia Feres, Norton Morozowicz, Evgueni Ratchev, Wagner Polistchuk, Martin Tuksa, Henrique Vieira, Elena Herrera, Maurizio Colasanti e, atualmente, por Alessandro Sangiorgi.

LEIA TAMBÉM

Realiza regularmente a série de concertos oficiais denominada “Temporada Ouro Verde” proporcionando ao público o privilégio da escuta de obras do repertório sinfônico dos mais importantes compositores da música erudita internacional e brasileira. Em sua trajetória, sempre contou com a participação de renomados solistas e regentes convidados, além de ter como solistas, músicos da própria orquestra. Desenvolve também, o projeto educacional “Concertos Didáticos” que, através de aulas-concertos, contribui para a formação cultural de estudantes da rede de ensino despertando-lhes o interesse pela música de concerto, além de estimular a formação de novos públicos.

Com dois CDs gravados, e quase quatro décadas de existência, a OSUEL desempenha relevante papel na sociedade local e regional, participando dos mais importantes eventos culturais e artísticos do Estado. Tanto que em 2003 recebeu a “Comenda Ouro Verde” – uma das mais importantes honrarias concedidas pela Câmara Municipal de Londrina a entidades que se destacam em diferentes áreas do conhecimento e contribuem para o bem-estar da comunidade londrinense.

Serviço:

Concerto de Abertura do 43º FIML.

“A Arte de Música Sinfônica”.

Quando: Domingo, dia 9 – às 20h.

Local: Teatro Universitário Ouro Verde.

Ingressos: R$ 30,00 inteira e R$ 15,00 a meia/

Compra pela plataforma Sympla.

Foto: Fábio Alcover/Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.