Skip to content

“Infinito Superior” tem pré-estreia nesta quinta (29) no Ouro Verde

Filme de Rodrigo Grota sobre Nise da Silveira integra a programação da edição especial da Mostra de Filmes do projeto circulasons; a entrada é gratuita e a classificação livre

O LONDRINENSE com assessoria

O documentário “Infinito Interior”, longa-metragem dirigido por Rodrigo Grota sobre a obra e o pensamento da psiquiatra Nise da Silveira – que revolucionou o tratamento de saúde mental no Brasil e no mundo- tem pré-estreia hoje, às 19h30, no Cine Teatro Ouro Verde. A sessão, que faz parte da programação da edição especial da Mostra de Filmes do projeto circulasons, é gratuita, com classificação livre para todos os públicos. O Cine Ouro Verde fica na rua Maranhão, 85, Centro.

Segundo Grota, a ideia do filme é apresentar o pensamento de Nise da Silveira a partir de trechos extraídos de obras escritas por ela, como os livros Imagens do Inconsciente; O Mundo das Imagens; Cartas a Spinoza e Viagem a Florença. “Nos últimos anos, já foram realizados inúmeros filmes a respeito da Nise, inclusive um filme de ficção com a Glória Pires e outros tantos em forma de documentários, então a nossa ideia era tentar dar um destaque para a relação que ela tinha com a ciência, a filosofia, mitologia e a antropologia, por exemplo, pois ela tinha essa singularidade de conseguir reunir conhecimento de áreas muito diversas”, contou.

O diretor também destacou que o ponto de partida do filme foi a série “Cientistas Brasileiros”, produzida pela Kinopus especialmente para o Canal Curta. “Essa série é composta por cinco episódios de 50 minutos de duração, e entre esses episódios está o da Nise da Silveira. Mas, durante a produção, nós percebemos que havia ainda muito material, então decidimos fazer uma versão estendida com 70 minutos para que tudo fosse aproveitado da melhor maneira possível, e para que o nosso trabalho também pudesse passar em festivais de cinema Brasil e mundo afora”, explicou .

Rodrigo contou também que a exibição do longa será uma noite histórica para o Cine Teatro Ouro Verde e para o circulasons, especialmente para a comunidade audiovisual de Londrina, pois será um evento repleto de homenagens. “Antes de tudo, é uma homenagem à Nise da Silveira, que é uma figura central da cultura e da ciência brasileira do século 20. Mas as nossas homenagens se estenderão também ao Ouro Verde, onde este longa foi gravado e que, neste ano, completa 70 anos de existência. E, por último, faremos uma homenagem a Ricardo Costa Barros, o Carioca, que era o gaffer dos nossos filmes desde 2012 e que faleceu há cerca de um mês. Ele trabalhou nesse filme, então decidimos fazer essa homenagem estreando no dia em que ele completaria 60 anos”, completou o diretor.

Após a exibição de “Infinito Interior”, haverá uma cerimônia de homenagem do setor audiovisual de Londrina para o Carioca, com duas apresentações surpresas. E, ao fim, será exibido um curta de 13min, montado por Arthur Ribeiro com imagens do Carioca em vários sets de TV, cinema e publicidade nesses últimos 10 anos. “Então, convido todos a nos prestigiar e para estar conosco nesta noite especial que, tenho certeza, será muito emocionante para todos”, finalizou.

Rodado ao longo de sete dias em abril deste ano, “Infinito Interior” conta com a produção de Guilherme Peraro, assistência de direção e pesquisa de Roberta Takamatsu, trilha sonora original de Arrigo Barnabé, direção de fotografia de Anderson Craveiro, iluminação cênica de Amarilis Irani, e direção de arte de Julio Vida, entre outras colaborações. Além disso, também teve o apoio da Prefeitura de Londrina, por meio do Núcleo de Produção Digital (NPD), que cedeu à produção do filme equipamentos como lentes, filtros e outros acessórios para iluminação de set. O patrocínio é do Governo Federal, através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Foto: Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.