Skip to content

Infernal: Vozes de Dostoiévski reestreia na Usina Cultural, neste sábado (2)

Espetáculo circulou em 2018 e 2019 na região e agora volta para duas apresentações em Londrina

O LONDRINENSE com assessoria

Infernal: Vozes de Dostoiévski é o espetáculo que o Grupo Nós de Teatro apresenta na Vila Usina Cultural (Av. Duque de Caxias, 4159), neste sábado (2) e domingo (3), às 20 horas. O monólogo de um ato foi construído a partir da obra Irmãos Karamázov de Fiodor Mikhailovitch Dostoievski. Os ingressos custam R$10 e podem ser adquiridos pela plataforma Sympla.

Infernal: Vozes de Dostoiévski é o espetáculo que o grupo Nós de Teatro apresenta neste final de semana, na Usina Cultural
Foto: Camila Côrtes/Divulgação

Após a perda de seu filho, um homem entra em desespero profundo. Encarnando as vozes e as dores de várias personagens de Dostoievski (Capitão Sniéguiriov, Dmitri, Ivan, Aliócha, Lise, Grúchenka), reflete sobre temas como: a existência do sofrimento, a importância do amor entre os homens, a desigualdade social, as feiuras e bonitezas do mundo. É um espetáculo sobre o amor e também sobre maldade.

Infernal: Vozes de Dostoievski aproxima o público da área de ação

Assim como outros espetáculos do Grupo Nós de Teatro, essa obra aproxima o público da área de ação de modo a inseri-lo no universo imagético proposto pela obra. O espaço cênico é organizado de modo a aproximar o público do espaço de ação, de modo a intensificar a relação entre ator e espectador, tornando a experiência ainda mais impactante.

Sua dramaturgia foi construída a partir dos processos de trabalho do ator José Paulo Brisolla em sala de ensaio. Como o próprio nome já indica, as várias cenas dessa peça são formadas por uma polifonia de personagens, de pontos de vista, de “vozes” que se misturam para se degladiar sobre os temas da obra. Junto ao personagem da peça, o espectador entrará em uma profusão de questionamentos sobre a existência, o sofrimento, a religiosidade e o amor.

LEIA TAMBÉM

Esse espetáculo estreou em 2018 e, por meio do incentivo do PROMIC e proporcionou o encontro com os públicos de Jacarezinho, Bela Vista do Paraíso e Rolândia durante o ano de 2019. Na época, circulou junto a outro espetáculo do Grupo Nós: O Deserto da Memória. Essa temporada na Usina Cultural será a primeira desde a pandemia.

FICHA TÉCNICA:

Atuação, dramaturgia e encenação: José Paulo Brisolla
Assistente de direção, concepção e operação de iluminação e som: Mariana Chinchilla Resende
Concepção de figurinos: Loh Goulart
Construção dos cenários: Caio Blanco.

Ingressos: R$10, pelo Sympla

Foto principal: Larissa Sousa/Divulgação

LEIA TAMBÉM – Racismo nas relações de consumo… O que fazer?

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.