Skip to content

Festival de Graffiti Capstyle começa nesta sexta (3) no Cemitério São Pedro

Neste fim de semana, 48 artistas de diferentes regiões do país, mais um artista internacional, participam do evento cultural de arte urbana

O LONDRINENSE com assessoria

A partir desta sexta-feira (3), o coletivo londrinense Capstyle Graffiti irá promover o 7º Festival Capstyle Graffiti, iniciando com uma pintura coletiva, das 10h às 18h, nos muros do Cemitério São Pedro, (rua Professor João Cândido,1.114, Centro). O evento, que continua no sábado (4) e domingo (5) com produções em grafitti no Aterro do Lago Igapó, a partir das 10h, contará com a participação de 48 artistas das regiões sul, sudeste e nordeste do Brasil, além de uma participação internacional.

Outra atividade que irá ocorrer no domingo (5), a partir das 14h, é um workshop de graffiti para crianças e adultos, em que os artistas Carão e Hugo irão ensinar técnicas de graffiti, uso de spray, composição e mais. 

Festival de Graffiti Capstyle acontece nesta sexta (3) no Cemitério São Pedro. No sábado e domingo, os 48 artistas estarão no Aterro do Igapó.
Foto: divulgação

Todos os nomes dos artistas envolvidos podem ser conferidos no perfil @capstylefestival. O festival será um encontro de artistas independentes de graffiti e custeado pelo coletivo Cap Style Crew, recebendo apoio logístico da Prefeitura de Londrina, por meio das secretarias municipais de Cultura, Ambiente (Sema) e Educação, bem como da Acesf, Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel) e Guarda Municipal.

O coletivo Capstyle Crew atua na cidade desde 2002, criado por dois grafiteiros, Tadeu Roberto Fernandes Lima Júnior, o “Carão”, e Hugo Rocha.  “O primeiro encontro de graffiti foi em 2004 e, de lá para cá, entre diferentes projetos, o Festival Capstyle tem ganhando força e fomentando a arte urbana em vários lugares da cidade. A cada edição do evento fortalecemos a divulgação sobre essa arte urbana, e Londrina fica mais bonita e ganha novos artistas”, disse Hugo Rocha.

Na sexta-feira (3), após os artistas realizarem as pinturas nos muros do Cemitério São Pedro, a organização convida os participantes para a festa “Funk-me”, edição Capstyle, no Bar Valentino (Rua Prefeito Faria Lima, 486), com início às 22h.

Mural aberto de graffiti

Já no sábado (4) e domingo (5) a programação ocorre nos aterro do Lago Igapó com a produção de um mural aberto de graffiti. Os 48 artistas convidados farão pinturas em telas de MDF (1,75×2,75) que, posteriormente, serão doadas e disponibilizadas na Escola de Circo de Londrina (avenida Saul Elkind, 836-872, região norte). Neste local, instituições da cidade poderão buscar uma produção para expor em suas sedes. “Vamos fazer uma ligação direta entre a arte e a natureza, no Aterro do Igapó, com o intuito de ocupar os espaços públicos de forma criativa, e levar arte para todos. Usaremos telas em MDF e, após o festival, vamos doar as pinturas para as escolas públicas e instituições sociais de Londrina, contribuindo para a divulgação da arte junto à educação dos jovens”, contaram os representantes do coletivo Capstyle.

Foto: Vivian Honorato/N.COM

LEIA TAMBÉM – Morte: “Nós tocamos flautas e vocês não dançaram”
Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.