Skip to content

“Fagulha”: Núcleo Ás de Paus traz nova temporada de espetáculos

As apresentações vão até terça-feira que vem (24) e são gratuitas

O LONDRINENSE com assessoria

Começou a nova temporada de espetáculos do Núcleo Ás de Paus com a peça “Fagulha”. O espetáculo está sendo apresentado em vários locais da cidade, em horários diferentes, mas de forma gratuita e aberto a todos os públicos. Neste sábado (21), a peça será apresentada na Praça Pedro Pezzarini (rua Hungria – rua Romênia – rua Suécia, Jardim Igapó) às 17h. No domingo (22), a Divisão de Artes Cênicas da Universidade Estadual de Londrina (UEL) será o palco da apresentação, que ocorrerá às 19h.

LEIA TAMBÉM

Já na próxima segunda-feira (23) a peça será encenada na Biblioteca Pública Municipal de Londrina “Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza” (Avenida Rio de Janeiro, 413, Centro). Por fim, a temporada de apresentações se encerrará na terça-feira (24), no gramado do Centro de Ciências Humanas e Letras Vernáculas (CLCH) , na UEL, às 21h.

A peça conta a história de dois viajantes que encontram um pássaro que os leva até o “vão do mundo”, local em que irão testemunhar a anunciação de uma tempestade devastadora. Ali, os três irão começar a dividir a terra, anseios, medos e questionamentos para conseguir sustentar o céu e tecer o amanhã. Assim, eles são convocados a deixar pelo caminho que passam tudo aquilo que precisa morrer.

Responsável por escrever o texto do espetáculo e fazer parte da direção e do elenco, Camila Feoli explicou que a peça aborda temas como mudanças e o encerramento de ciclos. “Fala sobre a importância de a gente compreender o encerramento das coisas, morte e vida, frisando por meio de diferentes acontecimentos como esse processo de nascer e morrer é cíclico e fundamental”, disse.

Fagulha foi escrita durante a pandemia

"Fagulha" aborda temas como mudanças e o encerramento de ciclos e está sendo apresentado em vários locais gratuitamente.
Foto: Divulgação

A peça foi escrita durante o período de pandemia durante um momento significativo para a companhia Às de Paus. A história foi sendo criada a partir de questões enfrentadas na vida pessoal dos integrantes do núcleo e questões dentro do próprio teatro. Feoli disse que o período pandêmico significou uma grande tempestade para todos da companhia e que tudo isso ajudou na criação da peça “Fagulha”.

O Núcleo Ás de Paus surgiu em 2008 e é fruto da união de artistas focados no desenvolvimento de uma investigação teatral colaborativa, na qual seus integrantes, Camila Feoli, Rogério Francisco Costa e Thunay Tartari, são também diretores e produtores de suas criações. O grupo recebe patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria de Cultura (SMC), por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

Leia também – Desafios e perspectivas para a economia brasileira: inflação e política do COPOM
Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.