Skip to content

Ele não me ajuda nas tarefas de casa e me sinto uma empregada. Como posso mudar isso?

Por Telma Elorza

“Sou casada há um ano e meio e, desde o começo do namoro, ele nunca levantou do sofá para fazer qualquer tarefa de casa. Nós dois trabalhamos muito e agora, me sinto esgostada de fazer tudo sozinha em nosso apartamento. Já tentei conversar sobre isso, reclamei, mas ele diz que é o jeito dele, que não gosta dessas tarefas e que não vai fazer obrigado. Existe algo que posso fazer para mudar isso?”

LEIA TAMBÉM

Bom, amiga, você começou errando já no início do namoro, quando permitiu que ele agisse desta maneira desde então, sem fazer uma única tarefa de casa. Embora a mentalidade masculina esteja mudando sobre asos serviços domésticos, ainda vemos muito homens que não querem fazer fazer esses serviços. Pra mudar isso, é difícil. Mas é possível.

Quando era casada, meu ex reclamava que, se dependesse de mim, as casinhas das camisas dele cicatrizariam, porque me recusava a pregar um botão. Meu argumento de resposta: não era eu quem usava as camisas e, portanto, não seria responsável por cuidar delas. E se ele não queria lavar louças, elas ficavam lá na pia até ele se incomodar por falta de copos limpos. Resultado: ele sabia que, se não me ajudasse com as tarefas de casa, não poderia reclamar de nada.

Ou seja, para de ser trouxa e deixe de fazer as tarefas de casa sozinha. Se os dois trabalham foram, moram no mesmo lugar, é, no mímimo, responsabilidade dos dois dividirem os serviços. E se ele não quer cumprir a parte dele, use tática de guerrilha.

Deixe a louça acumular, os móveis criarem uma bela camada de poeira, não lave as roupas dele. Só as suas. Até sugiro que coma em algum lugar, antes de ir para casa à noite, para não ter que cozinhar. Vai ser uma tortura para você também, eu sei. Mas aguente firme. Faça isso até ele começar a reclamar. Porque ele vai reclamar quando não tiver uma camisa limpa, um copo para beber, uma cama com lençóis cheirosos.

Tarefas de casa: não quer fazer, pague alguém

Quando ele reclamar, aproveite para conversar de novo. E exponha seus sentimentos. Mostre que está sendo usada como empregada e nem está recebendo renumeração extra por isso. Aponte que precisa de ajuda, porque está esgostada e que, se ele quiser se abster de sua responsabilidade, então que pague para que você contrate uma faxineira pelo menos uma vez por semana. Mas que o custo saia do bolso dele, única e exclusivamente. Porque você está disposta a fazer a sua parte, mas que não a fará mais sozinha. Ele vai reclamar muito, porque você o acostumou assim. No entanto, duvido que não resolva.

LEIA TAMBÉM

Lógico, sempre tem aqueles maridos porcalhões, que não vão se incomodar com a casa suja. Mas acho que essa é uma parcela mínima da população masculina (pelo menos, torço para isso). Nesse caso, minha amiga, só mandando ir pastar mesmo, porque aí não terá jeito.

Há também a possibilidade de fazerem terapia de casal, se a tática de guerrilha e as conversas não funcionarem. E, se nem assim resolver, o melhor conselho que posso dar é: largue dele. Porque ele não vai mudar e você será infeliz, sobrecarregada e se sentindo usada enquanto continuar junto.

Espero que tenha ajudado.

Se tiver dúvidas sobre relacionamentos, me mande um e-mail no telma@olondrinense.com.br

Quem é a Tia Telma

Telma Elorza é jornalista, divorciada e adora dar pitaco na vida dos outros. Mas sempre com autorização.

Arte: Mirella Fontana

Leia mais colunas do Consultório Sentimental da Tia Telma

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.